Primeiros socorros em empresas

Em qualquer organização, as pessoas podem sofrer algum acidente, disturbio, etc. e dessa forma alguns funcionários podem ser preparados para atender a essas ocorrências, ou seja, ter competência  para prestar auxílio imediato à vítimas de acidentes e mal súbitos, mantendo-a com vida até a chegada de auxílio competente, reduzindo complicações por atendimentos totalmente leigos e intempestivos. O conceito de primeiros socorros é o cuidado imediato à alguém ferido ou doente,com a finalidade de: preservar a vida, promover a recuperação e prevenir que o caso piore. Tratamento não é a finalidade dos primeiros socorros, pois isso deve ser indicado e executado por profissionais habilitados, em locais adequados.

Importante dizer que em praticamente todos os ambientes ocupacionais estão presentes situações que possibilitam a ocorrência de eventos que requerem atendimento de urgência, seja em virtude de acidentes, seja decorrentes de contatos inadvertidos com substâncias ou formas de energia capazes de produzir traumatismos e lesões nos trabalhadores. Outras vezes, é a própria condição orgânica momentânea do trabalhador que lhe causa mal estar, levando-o a buscar alívio imediato.

Na verdade, a tecnologia associada ao estresse, assim como a interação de uma série de outros fatores decorrentes do processo de modernização e globalização, trouxe a necessidade de profissionais bem treinados e capacitados para atuarem neste tipo de atendimento, que difere sobremaneira do atendimento hospitalar, que é dado em instalações adequadas e com toda a infra estrutura apropriada ao tratamento do acidentado. Deve ser ressaltado que a interferência dos atendimentos de emergência na mortalidade vem sendo comprovada nos hospitais, notando-se acentuada redução dos índices de morte e invalidez nos pacientes que receberam adequadamente os primeiros socorros.

Outro fato importante a ser salientado corresponde à postura do socorrista. São pequenos detalhes, atos simples, os quais parecem bastante óbvios para qualquer pessoa, mas são extremamente significativos no momento em que se lida com vida, ou mais precisamente, no momento de risco iminente de vida. Para tanto, é preciso ter treinamento adequado, organizar o pensamento, ter autocontrole, para só então prestar a assistência correta. Trata -se de uma tarefa bastante difícil, principalmente se for levado em conta o nervosismo, a multidão, a dor e outros inúmeros fatores que precisam ser controlados e exteriorizados. O socorrista pode ser definido como o profissional em atendimento de emergência. Portanto, uma pessoa que possui apenas o curso básico de primeiros socorros não deve ser chamada de socorrista e sim de atendente de emergência.

A Fundacentro possui uma apresentação muito boa sobre o assunto no link http://www.fundacentro.gov.br/dominios/ctn/anexos/cdNr10/MODULO%2003/1%20Primeiros%20socorros%2003112005.ppt

Igualmente há um Guia Básico de Primeiros Socorros em http://www.fundacentro.gov.br/dominios/ctn/anexos/cdNr10/Manuais/Módulo03/PRIMEIROS%20SOCORROS%20-%20GUIA%20BASICO.pdf

Enfim, deve-se oferecer algumas possibilidades de assegurar a saúde e integridade física dos trabalhadores, mitigando dores e prevenindo danos maiores à sua saúde. Trata-se de uma providência que não pode faltar nas empresas, em especial àquelas em que os funcionários fiquem expostos a riscos de acidentes que podem e devem ter pronto atendimento.

About these ads

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 1.795 outros seguidores

%d bloggers like this: