A importância das palavras

FERRAMENTAS DA QUALIDADE - 20 e 21 de Outubro

FERRAMENTAS DA QUALIDADE – 20 e 21 de Outubro

R$650,00
eBook :: ISO 9001:2008 - UMA FERRAMENTA DE GESTÃO EMPRESARIAL ::

eBook :: ISO 9001:2008 – UMA FERRAMENTA DE GESTÃO EMPRESARIAL ::

R$20,00

E o que foi semeado entre espinhos é o que ouve a palavra, mas os cuidados deste mundo e a sedução das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutífera; Mateus 13:22

Os seres humanos são capazes de se comunicar de uma forma clara, uns com os outros, através de palavras, seja ela escrita, falada ou gesticulada. Assim, elas têm um grande poder na vida humana, pois sem ela não se pode comunicar com outras pessoas, não se pode aprender sobre outras coisas, enfim, sem a palavra não se pode expressar uma opinião, ou seja, pode-se dizer que as pessoas são como plantas.

Porém, a palavra é uma espada de dois gumes, pois pode se dar mal se não souber usá-la para o bem, ou mesmo pode fazer outras pessoas se darem mal por causa de uma única palavra que sai da sua boca. Algumas palavras são de extrema periculosidade na vida dos seres humanos e já causaram muitas mortes, violência e suicídios. Tanto na vida pessoal como profissional, falar coisas boas é o primeiro passo para que a pessoas se torne boas conversadoras, com palavras de incentivo, de amor, de paz. Isso faz um bem não só para o ouvinte, mas também para quem está falando tudo isso. No texto abaixo, escrito por uma advogada para advogados, a autora expressa muito bem o valor das palavras.

Fernanda Bini

“Os limites de minha linguagem denotam os limites do meu mundo”. Essa frase, de autoria de Ludwig Wittgenstein, excepcional filósofo austríaco, explicita, de forma muito eficaz, a importância da linguagem, ou seja, da palavra. Quanto maior for o vocabulário de um individuo, maior é o seu mundo. Daí a importância da palavra para o profissional de Direito. Esse profissional necessita, para o exercício de sua profissão, de uma consciência desenvolvida, de um mundo muito amplo já que, para se fazer justiça, muitas vezes, a aplicação fria das normas não é suficiente sendo necessária uma interpretação, uma análise mais profunda observada a partir de diferentes ângulos e perspectivas.

A palavra é, então, a responsável por essa interpretação à medida que se percebe que, tudo que pensamos tem um nome, um símbolo e que vivemos em um universo fundamentalmente simbólico. São através desses símbolos, as palavras, que o homem é capaz de “desprender-se” de seu meio ambiente imediato, tomando consciência de espaços não acessíveis aos seus sentidos no aqui e agora. Ou seja, torna-se capaz de pensar, imaginar e criar uma realidade a partir dessas representações. E essa realidade é revelada aos outros através, também, da palavra.

A palavra, portanto, ao mesmo tempo que confere um sentido ao mundo, criando uma realidade, proporciona ao indivíduo o acesso ao outro, possibilitando a comunicação entre os seres humanos. Apesar de não ser a única forma de comunicação, a palavra é o instrumento mais universal de transmitir uma mensagem. Essa mensagem que é, na verdade, um discurso, é o objeto principal com o qual o profissional do Direito executa sua função. O discurso desse profissional é inteiramente dependente dessa linguagem universal já que, é através dela, da palavra, que pode atingir o outro ser humano. É através dela que pode expor suas ideias e fazer suas defesas ou acusações.

O domínio, portanto, dessa forma universal de comunicação é de fundamental importância para o objetivo a ser alcançado. Porem, muitas vezes, o que se fala não é o que o receptor entende, sendo, por isso, demasiado útil o emissor dominar esses símbolos para ser capaz de manipular esse entendimento do receptor, ou seja, persuadi-lo para que seu trabalho seja executado da melhor forma possível.

Com palavras certas e nas horas propícias, o emissor convida o receptor a aceitar sua verdade, a participar de seu mundo, a envolver-se com seus argumentos e, finalmente, induzir o receptor a acreditar nesses argumentos. É com palavras que o advogado, por exemplo, ao montar um discurso, desenvolve sua argumentação. Seu discurso necessita, no entanto, de graça, de poesia, de palavras ambíguas e misteriosas para que consiga atrair a atenção do receptor. A dúvida e o mistério acabam por fascinar o receptor, atingindo-o por mais tempo.

Há palavras bonitas, feias, marcantes ou, até mesmo, violentas que, se fizerem parte do mundo do emissor, e se forem usadas de maneira adequada, serão capazes de seduzir e influenciar uma determinada decisão. Por exemplo: É diferente dizer “Este homem matou duas crianças enforcadas” de “Este assassino enforcou duas crianças indefesas”. Qual é, em sua opinião, a frase de maior impacto?

É exatamente nessas horas que se faz presente a necessidade de um mundo amplo, de uma consciência vasta, de um vocabulário extenso para se desenvolver um discurso. O seduzir e o persuadir também necessitam estar presente nesse discurso, porém, de uma forma equilibrada para que este seja completo e eficaz. A persuasão à medida que se utiliza da lógica e do raciocínio torna-se extremamente necessária para fundamentar os argumentos expostos, enquanto a sedução, ao envolver emoção, procura comover e atrair o receptor, seja estimulando os sentidos, a imaginação, gerando uma aproximação, transmitindo mensagens implícitas ou mesmo oferecendo ao receptor algo que o fascine, diferentemente do seu mundo.

E tudo isso só é possível pela existência da palavra uma vez que ela é vista como a expressão de uma pessoa. É através dela que a comunicação é possível. É com esse instrumento chamado palavra que o profissional do Direito se utilizará de analogias, se fará entender. É através dela que a imaginação é posta à prova, criando um clima favorável, um ambiente, um cenário onde o ator principal, o profissional do Direito, se torna apto a manipular à favor de sua causa.

Fernanda Bazanelli Bini é advogada do Escritório Bini Advogados de Piracicaba – daniella@decastroassessoria.com.br

Normas comentadas

Confira quais as normas comentadas disponíveis. Elas oferecem mais facilidade para o entendimento e são muito mais fáceis de usar: http://www.target.com.br/portal_new/produtossolucoes/NBR/Comentadas.aspx

NBR 14039Instalações elétricas de média tensão de 1,0 kV a 36,2 kV. Possui 140 páginas de comentários

NBR 5410Instalações elétricas de baixa tensão – Comentada – para windows, versão 2004

NBR ISO 9001 – COMENTADASistemas de gestão da qualidade – Requisitos

Siga o blog no TWITTER

Mais notícias, artigos e informações sobre qualidade, meio ambiente, normalização e metrologia.

Glossário Técnico Gratuito

Disponível em três línguas, a ferramenta permite procurar termos técnicos traduzidos do português para o inglês e para o espanhol. Acesse no link

http://www.target.com.br/portal_new/ProdutosSolucoes/GlossarioTecnico.aspx

About these ads

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 1.783 outros seguidores

%d bloggers like this: