Entendendo os símbolos têxteis

G L O S S Á R I O   T É C N I C O   G R A T U I T O

Utilize este glossário para auxiliar na sua busca.

Selecione o idioma que deseja ordenar os termos técnicos:

de Português para Inglês

de Português para Espanhol
de Inglês para Português

de Espanhol para Português

Por não serem muito conhecidos, os símbolos têxteis nem sempre recebem a devida atenção por parte do consumidor. Mas saiba que a simbologia contidas nas etiquetas,  utilizada para descrever a forma correta de lavar, passar e secar, são muito úteis para maior durabilidade de nossas calças, camisas, blusas, etc. A etiqueta que acompanha o produto têxtil deve ser afixada de maneira a não se desprender da peça e deve trazer uma indicação do tamanho da peça, nome do fabricante ou importador, CNPJ, país de origem, composição e cuidados necessários para a conservação, que podem ser expressos por símbolos ou texto. Veja o significado de cada uma das figuras, muitas vezes estranhas, que estão nas etiquetas das roupas.

CLIQUE NAS FIGURAS PARA UMA MELHOR VISUALIZAÇÃO

TXTEIS~1

Simbolos Texteis 2

Existe uma norma técnica, a NBR NM-ISO 3758 de 07/2010 – Têxteis – Códigos de cuidado usando símbolos (ISO 3758:2005, IDT) que estabelece um sistema de símbolos gráficos, objetivando o uso em artigos têxteis (ver 4.1), fornecendo informações para prevenir danos irreversíveis para o artigo têxtil durante os processos de cuidados; Especifica o uso destes símbolos em etiquetagem de cuidados. Estão previstos os seguintes tratamentos domésticos: lavagem, alvejamento, passadoria e secagem após lavagem. Tratamentos profissionais de cuidados têxteis em lavagem a úmido e limpeza a seco, mas excluindo lavagem industrial, também são cobertos. Reconhecidamente as informações dadas pelos quatro símbolos domésticos também servem de orientação ao profissional da lavanderia para lavagem a úmido ou limpeza a seco. Aplica-se a todos os artigos têxteis na forma pela qual eles são fornecidos ao usuário final.

Segundo a norma, a variedade de fibras, materiais e acabamentos usados na produçáo de ariigos têxteis associado ao desenvolvimento de procedimentos de lavagem e cuidado constitui-se em uma dificuldade e frequentemente e impossível decidir qual e o tratamento apropriado de limpeza e cuidado para cada artigo simplesmente por inspeção. Para auxiliar quem toma tal decisão (principalmente o consumidor, mas também as lavanderias e lavanderias a seco), este código de símbolos graficos foi estabelecido para uso em caráter permanente nos artigos têxteis com informação sobre seus cuidados, conforme a ISO 3758:1991. Com objetivo de fazer com que este código seja “facilmente entendido e reconhecido” pelo consumidor ao redor do mundo, os símbolos têm sido limitados para se tornarem mais práticos, assim como os tipos e números.

A primeira ediçao dessa norma internacional publicada em 1991 foi o resultado do compromisso de duas exigências: ser simples o bastante para ser compreendido em todos os países – independentemente de seus idiomas – e ainda fornecendo dentro do possível informação para evitar um dano irreversível causado pelos tratamentos de cuidado. Ela foi feita para ser flexível o suficiente para atender as necessidades de praticamente tudo que alguém queira usar. Esta flexibilidade foi alcançada propiciando uma seleção de tratamentos de cuidados mais adequada para atender a qualquer necessidade particular. A revisão foi necessaria para refletir o desenvolvimento técnico de praticas de limpeza, dos novos sistemas de alvejamento, e do uso de sistemas aquosos como alternativas para limpeza a seco convencional. Alem disso, com objetivo de evitar o desenvolvimento de novos processos foram introduzidas alterações na descrição de cada processo de cuidado.

A norma ISO de símbolos de cuidados da instruções de cuidados usa a sequência dos símbolos na ordem lavagem, alvejamento secagem, passadoria e tratamento de cuidado profissional. Certos símbolos básicos resumidos em ordem lavagem, alvejamento, secagem, passadoria, lavagem a seco e secagem em secadora (5″ símbolo da etiqueta) são usados para uma etiquetagem regional, e são sujeitos a patente internacional no 492423, registrada na WIPO (Ver Anexo B). O Anexo A foi desenvolvido para dar uma descriçao das características e ensaios para indicar a correta seleção para símbolos de cuidado. Os Anexos B e C foram somados aos símbolos de temperatura de lavagem, pontos e a simbologia dos processos de secagem natural. Quando necessário, palavras podem ser usadas, bem como informações complementares. Exemplos estão inclusos no Anexo D. Importante que os símbolos devem aparecer na seguinte ordem: lavagem, alvejamento, secagem, passadoria e limpeza a seco profissional, exceto em países onde os símbolos estão sujeitos a regulamentos estatutários ou marcas registradas, onde eles devem aparecer na ordem prescrita pelos regulamentos ou marcas registradas. Os tratamentos representados pelos símbolos aplicam-se a todos os artigos têxteis.

As dicas do Procon-SP para a conservação das roupas

• Deixar as roupas de molho ajuda na remoção de manchas e na limpeza de roupas brancas. O tempo ideal é de uma hora, mais do que isso, pode danificar o tecido;

• Roupas brancas podem ser ocasionalmente lavadas com água quente para manter o brilho;

• Água sanitária nunca deve ser utilizada em roupas coloridas;

• Tome sempre muito cuidado com as roupas compostas por dois tipos de tecidos, como os vestidos com forros. Pode ser que o tratamento adequado para o forro seja diferente do tratamento que o tecido de fora exige;

• Evite secar roupas claras sob o sol, porque resíduos de sabão podem provocar manchas, caso não tenham sido bem enxaguadas. É recomendável que as roupas coloridas e as de lã sejam secas à sombra;

• Roupas escuras devem ser preferencialmente passadas pelo avesso;

• Tente remover manchas das roupas antes de passá-las a ferro, porque o calor ajuda a fixar as manchas;

• As roupas brancas ou em cores claras devem ser lavadas separadamente das coloridas,

para evitar que os corantes as manchem;

• Procure separar as roupas de acordo com o tipo ou quantidade de sujeira;

• Roupas que soltam muitos fiapos ou roupas muito pequenas devem ser lavadas em separado ou dentro de sacos de tecidos apropriados;

• Leia atentamente a embalagem de sabões (em pedra ou em pó), alvejantes, amaciantes e outros produtos de lavagem. Nestas embalagens você deve encontrar indicações de como utilizar corretamente estes produtos evitando danificar suas roupas;

• Para economizar energia, procure utilizar a máquina de lavar na sua capacidade máxima e também acumular grande quantidade de roupas para o ferro de passar.

Cachaças: cuidado com algumas marcas

teste-cachaca

Das dez marcas testadas pela Proteste, cinco apresentaram uma substância nociva à saúde acima dos limites seguros. O fato de ser encontrado o carbamato de etila, classificado como “provável agente cancerígeno”, em metade das marcas avaliadas não significa que você poderá ter câncer apenas por tomar uma dose de cachaça ou caipirinha. De qualquer forma, é melhor optar por uma marca com baixos teores da substância, já que estudos científicos em animais associam esta substância a um aumento da incidência de diversos tipos de tumores. O carbamato está presente em alimentos fermentados, como bebidas alcoólicas destiladas, e sua ingestão deve ser a menor possível. O valor aceitável estipulado no Brasil, mas que ainda não está em vigor, é de, no máximo, 150 μg/l (micrograma por litro). Na análise, foram eliminados cinco produtos por estarem acima desse limite.

Também, foi avaliada a rotulagem das marcas que estavam conformes quanto aos teores de carbamato de etila. Verificou-se as informações que a legislação exige e outras que são consideradas importantes, como número do lote, data de fabricação, nome e endereço do fabricante, ingredientes, registro no Ministério da Agricultura, Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), grau alcoólico e alerta para que se evite o consumo excessivo de álcool. Todas as informações exigidas por lei constavam nos produtos. Quanto à graduação alcoólica, todas foram consideradas muito boas, já que não foi encontrada diferença entre o valor informado no rótulo e o que foi medido em laboratório.

About these ads

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 1.795 outros seguidores

%d bloggers like this: