A técnica do Brainstorming

Para gerenciar e implementar as mudanças empresariais, uma organização necessita de novas ideias, contudo para que isso seja gerado é necessita-se de pessoas criativas. E elas são os recursos mais valiosos e dessa forma todo método que garanta o seu melhor uso tem de ser usado, de modo a desenvolver a sua criatividade natural.

O Brainstorming possui inúmeras definições, mas o mais comum é defini-lo como o caminho para gerar idéias relacionadas a um tópico específico. Normalmente, envolve um grupo de pessoas gerando várias idéias em um curto período de tempo. A chave para o Brainstorming é adiar o processo de avaliar idéias até uma última instância. Os participantes mantêm uma gravação de suas idéias do modo como elas vieram à cabeça, sem pensá-las posteriormente. Pensamentos sem muito nexo e incomuns são bem-vindos, e não são permitidas críticas ou justificativas, para encorajar a participação.

Apesar de uma pessoa poder utilizar o Brainstorming individualmente, a técnica funciona melhor em um grupo e as idéias expostas por um participante despertam mais idéias dos outros, comumente baseadas em associações, e os participantes podem gerar e compartilhar experiência e conhecimento entre si. Para uma melhor integração, uma reunião com o Brainstorming é mais bem conduzida em uma sala de tamanho médio, com seus integrantes sentados de forma que possam todos visualizar-se entre si.

As idéias podem ser gravadas em um quadro-negro, uma folha de papel ou um computador conectado a um projetor de parede. É recomendável que nenhuma distração (como celulares, por exemplo) esteja presente. A reunião termina quando o suprimento de pensamentos ou idéias tenha se exaurido, ou quando o tempo estipulado para a sessão tenha acabado.

Algumas regras básicas

  • Informalidade – As pessoas sentem-se mais relaxadas e criativas em um ambiente informal. Encontre uma sala tranquila, confortável (dê preferência às salas não usadas regularmente). Alimentos, cadeiras confortáveis, café, etc. fazem parte para deixar as pessoas a se sentirem à vontade.
  • Quanto mais, melhor – Quanto maior o número das idéias geradas, maior a possibilidade de se produzir uma solução radical e eficaz. Cada ideia levantada deve ser gravada para análise e discussão posteriores. Nenhuma análise ou crítica. No estágio da geração da idéia (tanto a sua quanto a de outra pessoa), segure-se não criticar seus autores. Muitos ficam estarrecidos por parecerem inadequados na frente de seus colegas ou superiores. Tente evitar esta situação criando uma atmosfera amigável e relaxada.
  • Melhorar sempre – Nesta etapa é pedido aos os participantes que desenvolvam as idéias sugeridas por outros. Por exemplo, pode-se combinar elementos de duas ou mais idéias sugeridas. Esta aproximação conduz para idéias melhores e mais completas.
  • Ideias sem nexo e incomuns são bem-vindas – Os participantes devem libertar suas mentes em sua extensão máxima. Quaisquer ideias são bem-vindas, mesmo as sem nexo ou incomuns. Mesmo se parecerem totalmente impraticáveis, elas podem ser trabalhadas para se tornar algo mais apropriado. O melhor número de participantes é 12, em uma sessão que não dure mais do que 45 minutos.

 

O planejamento do Brainstorming

  • Estabeleça o tempo máximo de duração da sessão de geração de idéias. Designe alguém para controlar o tempo.
  • Comunique o tema a ser analisado na forma de uma pergunta. Assegure-se de que todos o entendam.
  • Conceda um tempo para que todos pensem sobre a pergunta e peça que eles apresentem suas idéias. Defina se as idéias serão solicitadas de forma estruturada ou não estruturada: Importante dizer que na forma estruturada o facilitador define uma rotação de maneira que cada pessoa contribua com uma idéia em cada turno. Se a pessoa não tem uma idéia, passa a vez. Não estruturada: as pessoas apresentam suas idéias à medida que vão surgindo. Este método requer que o facilitador monitore de perto o processo para assegurar que as regras sejam seguidas e que todas as pessoas tenham a chance de participar.
  • Anote as ideias numa folha de flipchart e disponha-as de forma que todos possam vê-las. Isto evita duplicidades, mal entendidos e ajuda a estimular o pensamento criativo no grupo.
  • Anote as ideias exatamente como foram faladas. Não as interprete.
  • Tente obter uma lista mais longa possível. Faça o Brainstorming até que todos os participantes tenham esgotado suas idéias ou que o tempo tenha expirado.
  • Terminada a reunião de geração, esclareça o significado de todas as idéias apresentadas, para assegurar que todos tenham o mesmo entendimento. Aponte cada idéia e pergunte se alguém tem perguntas sobre seu significado. Pode-se pedir ao autor da idéia que a explique melhor.
  • Elimine as duplicidades. Se duas ou mais idéias parecem ser a mesma coisa, deve-se combiná-las ou eliminar as repetidas. Para isto, é necessário obter a concordância de seus autores de que elas têm o mesmo significado. Se não concordarem, mantenha as idéias intactas e separadas.

Pode ser usado:

• No desenvolvimento de novos produtos;

• Na solução de problemas;

• No gerenciamento de projetos;

• No planejamento de negócios.

Enfim, defendido por muitos, o Brainstorming é um método simples e eficaz para resolução de problemas e geração de novas idéias, que não pode ser desprezado. Ele pode trazer pessoas muito diferentes para o processo de achar soluções e, quando esta é alcançada com sucesso, os participantes passam a ser os grandes patrocinadores desta técnica. Este método pode ser utilizado por qualquer organização que deseje melhorar o seu trabalho de equipe, grupo de pessoas que tenham algo a resolver ou até mesmo para tomada de decisões individuais.

Siga o blog no TWITTER

Anúncios

Inscreva a sua empresa no Prêmio Gestão Banas 2010

 

Em 2010, o prêmio contemplará as empresas em três categorias distintas:

Prêmio Gestão Banas – Qualidade (ISO 9001) – Permite à organização avaliar até que ponto as partes interessadas (acionistas e consumidores) estão tendo seus interesses incorporados ao planeja­mento de negócios.

Prêmio Gestão Banas – Desenvolvimento Sustentável (ISO 14001) – Permite avaliar até que ponto as partes interessadas (sociedade, organizações ambientais, funcionários, organismos gover­namentais, acionistas e consumidores) estão tendo seus interesses incorporados ao planejamento de negócios.

Prêmio Gestão Banas – Responsabilidade Social Corporativa (NBR 16001, SA 8000 e AA 1000) – Permite avaliar até que ponto as partes interessadas (sociedade, funcionários, fornecedores, organismos governamentais, acionistas e consumidores) estão tendo seus interesses incorporados ao planejamento de negócios.

Participar do Prêmio Gestão Banas em uma ou mais categorias é possibilitar que a sua empresa seja avaliada por profissionais do mais alto gabarito e ao mesmo tempo colocar em prova seu Sistema de Gestão da Qualidade, Meio Ambiente e Responsabilidade Social Corporativa envolvendo toda a orga­nização. As candidatas têm enormes benefícios em participar do Prêmio Gestão Banas 2010, e um dos mais importantes é acessar os dados sigilosos de benchmarking, da melhoria do sistema de gestão mediante o relatório dos avaliadores.

O Prêmio é um modelo de premiação que segue critérios próprios baseados na norma ISO 9001:2008 com o objetivo de medir e avaliar o grau de desenvolvimento e de comprometimento da organização e de seus colaboradores no seu Sistema da Qualidade seja ele baseado sobre apenas uma norma ou em Sistema Integrado de Gestão, abrangendo além da ISO 9000 outras normas nacionais ou internacionais. É uma importante alavanca para a disseminação dos conceitos da Qualidade e do Desenvolvimento Sustentável – Meio Ambiente e Responsabilidade Social Corporativa – nas empresas brasileiras, ao mesmo tempo em que procura reconhecer o desempenho das organizações.

O Troféu do Prêmio Gestão Banas é uma peça maciça fundida em bronze com a imagem de blocos so­brepostos e colocados em diferentes ângulos que unidos tem uma forma de leve movimento inclinado. Simboliza a melhoria contínua, o aperfeiçoamento através do movimento unido de grupos, setores, ou departamentos, que procuram o mesmo objetivo.

O Prêmio Gestão Banas 2010 tem como principais objetivos:

• Promover a busca da melhoria contínua e ao aperfeiçoamento permanente do Sistema da Qualidade, Meio Ambiente ou Responsabilidade Social Corporativa nas organizações brasileiras.

• Incentivar as organizações a procurarem a Qualidade Total através da aplicação de modernas meto­dologias de gestão empresarial.

• Possibilitar às organizações acesso ao conhecimento das ferramentas e metodologias de gestão, utilizadas pelas empresas participantes ao prêmio.

• Disseminar as melhores práticas de gestão através de diversas formas de comunicação (revistas, Internet, seminários e cursos) como forma das empresas realizarem benchmarking.

Para copiar o manual de candidatura clique no link http://www.banasqualidade.com.br/pagina_premio/Manual_PGB_2010.pdf

Visite o site do prêmio em http://www.banasqualidade.com.br/pagina_premio/

Quer mais informações ou tirar suas dúvidas. Fale com a Christine:(11) 5188-1518 ou christine.banas@epse.com.br

 

Siga o blog no TWITTER

Mais notícias, artigos e informações sobre qualidade, meio ambiente, normalização e metrologia.