Ganhando dinheiro com o Seis Sigma

Será que o Seis Sigma aumenta os ganhos ao objetivar perfeitos produtos, serviços e processos? Segundo o consultor organizacional Alípio Silva Pereira (qualipio@hotmail.com), em uma cultura Seis Sigma, é esperado que todos argumentem entusiasticamente a favor da perfeição. “Uma atitude ética de trabalho vibrante tem peso numa cultura Seis Sigma. Protestos sobre a possibilidade de um índice de retorno decrescente indicam um indivíduo que não entende os fundamentos Seis Sigma. A letra grega sigma é o símbolo para desvio-padrão da população. O desvio padrão amostral, juntamente com os outros cinco elementos em uma análise vetorial completa, é obtido a partir dos dados primários. Ele quantifica a quantidade de variação aleatória ou ocasional ocorrida em torno da média em qualquer e todo conjunto determinado de dados. Compreender e adotar a Generalização da Variação Ocasional é entrar no mundo do Seis Sigma. Tente a seguinte experiência descrita abaixo para demonstrar esta lei física por si próprio”, argumenta.

Primeiro, procure um amigo que você admira. Agora, cada um de vocês vai ter de reproduzir a letra a dez vezes numa folha de papel exatamente do mesmo modo, sem qualquer variação. Vá em frente! Tente fazer isso. Este exercício é uma armadilha. A tarefa é totalmente impossível. Diferenças nos instrumentos de escrita, variações na tinta, textura do papel, caligrafia, fadiga, amplitude de atenção, concentração, sua interpretação de nossas instruções, e um número de outras variáveis, contribuem para uma variação natural. A variação natural está presente em tudo e existe sempre. Ela é ubíqua. É uma lei de nosso Universo, tão expressiva como a gravidade. Todos bons produtos e serviços sofrem das inconsistências provocadas pela variação.

Alipio cita J. Bernard Cohen, eminente historiador, que considera o conhecimento do acaso e/ou variação estatística como sendo a característica destacável da revolução cientifica de nossa geração. “Se eu tivesse de optar por uma única característica intelectual que teria aplicação à contribuição de Maxwell [sem ser diretamente relacionada à sua teoria de campo revolucionária], de Einstein [mas não a teoria da relatividade], da mecânica quântica e ainda da genética, essa propriedade seria a probabilidade”. E, segundo o consultor,  a concordância é inevitável.

“Essa revolução do Seis Sigma nos negócios e na ciência é definida muito mais pela evidência, que é baseada na probabilidade, do que pelo determinismo. Queiramos ou não, a probabilidade destrona a velha doutrina. Não há uma maneira educada de resumir o impacto que a variação tem na visão mundial de um indivíduo. A probabilidade, fantasiada com a vestimenta do Seis Sigma, está substituindo os meios antiquados de conhecimento – revelação, intuição e razão – pela análise disciplinada de observações experimentais. O Seis Sigma unifica o método cientifico e os negócios. Decisões baseadas em evidências e o potencial de uma análise vetorial são as conexões roteadoras entre as duas disciplinas. Ao responder as meta questões: Essa matéria do Seis Sigma realmente funciona? e Você pode prová-lo repetindo seus resultados?, a resposta é um inequívoco: Pode estar certo disso”.

Alipio conta que com qualquer e todo conjunto de dados, consegue-se construir um tetraedro, à base da evidência estatística. “Quando um desvio-padrão é combinado com uma média, podemos fazer previsões valiosas baseadas numa família de curvas e superfícies de probabilidade (Figura abaixo). Quando a média e o desvio-padrão (s) de um processo são conhecidos, é possível melhora-los para uma performance 6s próxima à perfeição. Qualidade perfeita, na primeira vez em todas as oportunidades, é algo valioso. Este valor pode ser medido pelo dinheiro”, assegura.

Um software de matriz de dados automaticamente transforma a base da evidência em distribuições de probabilidade

A Figura abaixo ilustra os objetivos da Melhora da Qualidade (Quality Improvement – QI), corporativa dos anos 80 da escola antiga. Retornando àquela época, a meta era a qualidade “três sigma”. Isso indica que a amplitude total do processo 6s simplesmente enquadra-se entre os limites inferior e superior de especificação (lower and upper specification limits – LSL e USL). “Na melhor das hipóteses, significa que 99,7% dos resultados do processo satisfazem as demandas dos clientes. Esta qualidade próxima a 100% parece melhor do que realmente é. Lembre-se da variação inaceitavelmente ampla na comparação enganosa proporcionada pelo gráfico. No seu melhor resultado, uma distribuição de 99,7% em três sigma promete somente 2.700 produtos defeituosos numa população de 1 milhão. Um processo três sigma pode realmente gerar um número considerável de 67.000 falhas ou defeitos por milhão (DPM). Isto se deve ao fato de que os processos tipicamente flutuam cerca de 1,5 desvio-padrão em torno de sua média no longo prazo. Para colocar estes números em perspectiva, a segurança da aviação três sigma resultaria em diversos acidentes aéreos a cada semana”, diz.

Alipio compara: no atendimento à saúde , resultariam 15.000 bebês recém-nascidos natimortos por ano. Os bancos perderiam milhares de cheques diariamente. Permanecendo essa situação, os custos referentes à qualidade dos processos três sigma (3s) das empresas recairiam entre 25 a 40% de seus rendimentos operacionais anuais, sob a forma de perdas e retrabalho. Os projetos Seis Sigma de desenvolvimento objetivam reduzir o desvio-padrão. Processos de alta alavancagem que afetam empresas, indústrias ou serviços de atendimento à saúde são os alvos principais.

 A qualidade três sigma indica a amplitude total do processo 6s simplesmente enquadra-se entre limites inferior e superior de especificação (LSL e USL). Na melhor das hipóteses, significa que 99,7% dos resultados do processo satisfazem as demandas dos clientes

Já a curva em forma de sino Seis Sigma representada na Figura abaixo, explica o consultor, cobre somente a metade da faixa de especificação de especificação. “Isso ilustra o efeito de um desvio-padrão s reduzido. A curva em forma de sino do Seis Sigma de uma parte  por bilhão (one-part-per-billion – PPB) cobre apenas metade da faixa de especificação. Isto ilustra o drástico benefício financeiro de se reduzir o desvio-padrão. Mesmo quando há desvios de rota no processo, somente podem ocorrer de três a quatro falhas ou defeitos por milhão (defective outcomes per million – DPM). Num exemplo de s = 1 dólar, um avanço de Seis Sigma resultaria em um desvio-padrão igual ou menor que 0,50 centavos de dólar. Quando esta meta de perfeição for atingida, há o desaparecimento de custos referentes a perdas, a retrabalho, a projetos desairosos e à complexidade desnecessária”. 

Uma distribuição eficiente de Seis Sigma cobre apenas a metade da faixa de especificação

Por fim, o consultor reconhece que as recompensas comprovadas ao se atingir o Seis Sigma são: clientes entusiasmados e aumento nos lucros. “Historicamente, cada projeto Seis Sigma gera benefícios entre 100 e 250 mil dólares. Os especialistas em 6s corporativo de período integral, Black Belts, que atualmente recebem cerca de 120 mil dólares de salário e benefícios, encabeçam de três a quatro projetos anuais que geram 1 milhão de dólares em dinheiro vivo no resultado financeiro final. Este índice de retorno de 10:1 é tão confiável que tem-se tornado uma tradição. Anteriormente ao desenvolvimento do Seis Sigma no final da década de 1980, as únicas pessoas que ganhavam a vida em período integral utilizando ferramentas para projetos revolucionários eram consultores. Eram os únicos com disposição de estudar livros didáticos obsoletos, utilizar calculadoras de mão, réguas, papel para formulário e programas DOS. O agradecimento à Deus se faz necessário, pois estes dias já passaram. Qualquer e toda pessoa pode desfrutar dos benefícios da análise vetorial aplicada a uma matriz de dados. Os ganhos ao estilo Seis Sigma são agora questão de opção pessoal”, conclui.

LIVROS DO ALÍPIO:

 Coleção e-books Volume 1 - O MEIO AMBIENTE E A EMPRESA (envio do arquivo por e-mail )

E-BOOK: O MEIO AMBIENTE E A EMPRESA

PARA COMPRAR: http://www.qualistore.com.br/produto.asp?codigo=3303

Coleção e-books Volume 2 - GESTÃO DA QUALIDADE (envio do arquivo por e-mail)

E-BOOK: GESTÃO DA QUALIDADE

PARA COMPRAR: http://www.qualistore.com.br/produto.asp?codigo=3313

 

Siga o blog no TWITTER

Mais notícias, artigos e informações sobre qualidade, meio ambiente, normalização e metrologia.

Anúncios

Uma equipe é muito mais do que os indivíduos

Complementando um texto já publicado nesse site (https://qualidadeonline.wordpress.com/2009/12/07/motivacao-e-trabalho-em-equipe/), pode-se afirmar que atualmente tem-se agregado a idéia de que, no desenvolvimento do processo de trabalho e na busca de objetivos, deve-se trabalhar em equipe, o que pode ser entendido como uma estratégia, concebida pelo homem, para melhorar a efetividade do trabalho e elevar o grau de satisfação do trabalhador. Contudo, os componentes da equipe deverão criar as condições necessárias ao crescimento individual e do grupo.

Ao se referir a um determinado tipo de trabalho como sendo de equipe, é necessário que se tenha claro que não há como conceber equipe como algo que se passa à margem do processo de trabalho. O funcionamento das equipes pode apresentar diferenças significativas em função do tipo de trabalho que está sendo executado. Este, por sua vez, determina os conhecimentos e as habilidades essenciais para o seu desenvolvimento, e a necessidade de uma coordenação e de um plano de trabalho, mais ou menos flexível.

O que acontece com um time de futebol? Seus componentes têm objetivos comuns – marcar gols, vencer jogos e ganhar campeonatos –, habilidades diferentes (o goleiro, o beque, o atacante), uma coordenação (o técnico) e um plano de trabalho (o esquema tático). Quando se observa atentamente o seu funcionamento, percebe-se alguns detalhes que a fazem um tipo de equipe bastante singular.

Embora as habilidades e até as características físicas de um zagueiro sejam diferentes, se comparadas às de um atacante, nada impede que o zagueiro marque gols, nem que o atacante ajude no trabalho da defesa, ou que ambos substituam o goleiro. Pode-se dizer que existe uma certa inespecificidade no trabalho dos jogadores. A atuação do técnico (coordenação), no momento de uma partida, pode ser prescindido, sem que isto signifique necessariamente o fracasso da equipe.

Há vários exemplos nos quais o técnico não estava presente (tinha sido expulso) e o time ganhou a partida. No decorrer de uma partida, alguns jogadores podem assumir a coordenação da equipe na execução de uma tarefa específica, por exemplo: organizar a defesa quando o time está sendo atacado, comandar o ataque, preparar uma jogada etc.

Como se pode perceber, fazer de um grupo de pessoas uma equipe é realmente um grande desafio, que passa pelo aprendizado coletivo da necessidade de uma comunicação aberta, de uma prática democrática e livre que permita o exercício pleno das capacidades individuais e uma atuação mais criativa e saudável de cada pessoa. Assim, evita-se a cristalização de posições, a rotulação e a deterioração das relações interpessoais. Desta forma, o grupo poderá buscar seus objetivos, responsabilizando-se, solidariamente, pelos sucessos e fracassos.

E quais as principais dificuldades para se trabalhar em equipe:

Desentendimento – Um conflito — relacionado a um projeto de trabalho ou a algo fora do grupo — pode irromper e impedir o progresso do grupo. Geralmente, nada é feito até que o conflito seja resolvido. Se este for o caso, as partes precisam discutir o problema, usando técnicas de escuta abordadas anteriormente.

Ridicularizando – Subgrupos podem se formar com as pessoas excluídas. Às vezes, as pessoas que não fazem parte do grupo ficam sujeitas à crítica e à zombaria. Saber como trabalhar com pessoas que não ficam necessariamente à vontade é uma habilidade que é muito       útil no mundo empresarial. Cada membro do grupo deve se esforçar para trabalhar alternadamente com os outros membros.

Um dos membros não faz a sua parte – Talvez uma pessoa esteja relutante em cooperar com os outros, não concluir as tarefas designadas ou não comparecer às reuniões. Deve-se conversar diretamente com a pessoa sobre os efeitos que suas ações acarretam no grupo.

 

Insira aqui o seu link para cursos, serviços ou produtos

Um site de resultados

Contate hayrton@uol.com.br

 

Siga o blog no TWITTER

Mais notícias, artigos e informações sobre qualidade, meio ambiente, normalização e metrologia.