Manufatura robusta

 
 

A partir de amplo e profundo estudo realizado com instituições que discutem os aspectos técnicos e jurídicos da regulamentação do setor de construção, foram identificados e selecionados, entre mais de 15.000 informações tecnológicas, cerca de 800 documentos normativos críticos, obrigatórios e indispensáveis para o dia-a-dia desse setor. Essa solução permite que os engenheiros, técnicos, consultores, projetistas, advogados e gestores das bibliotecas corporativas da área Construção, atendam a legislação vigente no país e otimizem seus trabalhos, fornecendo a eles um atalho para esses mais de 800 Documentos selecionados, além de uma ferramenta simples, rápida e confiável de busca, acesso e controle em mais de 15.000 informações tecnológicas atualmente vigente no Brasil e Mercosul.
   

Uma leitora diz que gostaria de saber o que é manufatura robusta? Ela deve ser entendida como aquela que tem seus processos sob controle e com indicadores que comprovam sua eficiência, não necessariamente em quantidades que ultrapassem a eficácia de controle, pois qual deve ser a dimensão dos controles para que os processos produtivos garantam todos os requisitos de qualidade e produtividade, atendendo o projeto do produto? Assim, os responsáveis pela manufatura nas empresas são constantemente desafiados a agir com estes questionamentos à cabeça, uma vez que de nada adianta ter excelente projeto se os processos não possibilitam atendimento aos níveis desejados de qualidade e custos. Além disso, é preciso considerar que os volumes de produção ou estão crescendo ou estabilizados em um patamar elevado. Neste contexto, inúmeras ações são tomadas para não deixar a manufatura em posição crítica dentro das organizações.

Depois do desenvolvimento do sistemas de produção, principalmente do Toyota Production System (TPS), praticamente todas as empresas têm sistema que permita controlar seus processos dentro de um conceito operacional com adequado valor agregado, de forma eficaz, conjugando todos os fatores de influência – pessoas, meios, máquinas, meio ambiente e método. O objetivo é ter o produto certo, com qualidade, no tempo certo e com preço competitivo. Esses sistemas devem ter confiabilidade suficiente para absorver eventuais desvios e corrigi-los em tempo de se evitar falhas.

Para Shin Taguchi, a principal diferença é que a engenharia robusta permite a prevenção de problemas futuros de maneira bastante eficaz e antecipada. “Nós procuramos medir a função do produto, em termos de energia (pois todo produto ou processo transforma energia fim de executar sua função) e realizamos experimentos que visam identificar a condição de mínima variabilidade funcional, na presença dos fatores de ruído, os quais propositadamente introduzimos nos experimentos. E isto pode ser feito rio acima, de modo que não tenhamos que apagar os diferentes tipos de incêndio rio abaixo, na manufatura ou junto aos clientes”, disse ele em entrevista a Eduardo Moura, diretor da Qualiplus, e publicada na revista BANAS QUALIDADE.

O diretor do Comitê de Manufatura & Qualidade do Congresso SAE BRASIL 2010, Marcelo Martin, afirma que quando se fala em robustez na manufatura da indústria automobilística logo vem à mente uma infinidade de controles e processos redundantes, de forma a se precaver contra eventuais falhas. “No entanto, manufatura robusta deve ser entendida como aquela que tem seus processos sob controle e com indicadores que comprovam sua eficiência, não necessariamente em quantidades que ultrapassem a eficácia de controle. Afinal, qual deve ser a dimensão dos controles para que os processos produtivos garantam todos os requisitos de qualidade e produtividade, atendendo o projeto do produto? Os responsáveis pela manufatura nas empresas são constantemente desafiados a agir com estes questionamentos à cabeça, uma vez que de nada adianta ter excelente projeto se os processos não possibilitam atendimento aos níveis desejados de qualidade e custos. Além disso, é preciso considerar que os volumes de produção ou estão crescendo ou estabilizados em um patamar elevado. Neste contexto, inúmeras ações são tomadas para não deixar a manufatura em posição crítica dentro das organizações.”, sustenta

Dentre os fatores que podem influenciar os resultados está a não conformidade de autopeças, nas quais impactos em qualidade, capacidade e falhas na cadeia de fornecimento têm gerado demandas adicionais para que os produtos finais não sejam afetados. Para que volumes finais também não sejam prejudicados, já se vislumbra forte tendência de importação de autopeças para compor a cadeia, principalmente provenientes da Ásia, onde os volumes de mercado crescem exponencialmente, supridos por mão de obra e matéria-prima com custos baixos. “O questionamento que neste momento surge é quanto à qualidade destas autopeças e seu impacto nos processos por ora estabilizados. Qual será o resultado final deste fator na performance da indústria nacional? É fato que a robustez nos processos será colocada à prova e a responsabilidade dos profissionais envolvidos aumentará substancialmente. Esse é apenas um dos componentes na tão complicada equação da rotina nos ambientes produtivos. Grandes desafios serão colocados aos envolvidos para os próximos anos, quando muito deverá ser considerado para atender crescentes volumes de produção com a devida manutenção e melhoria nos índices de qualidade. O que poderá ser feito para melhorar? Quais serão as lições aprendidas que influenciarão nas melhorias? O que poderá ser feito de diferente? Não custa lembrar que a indústria automotiva nacional tem previsão de chegar a 4 milhões de unidades produzidas ainda em 2010”, opina Martin.

 Siga o blog no TWITTER

Mais notícias, artigos e informações sobre qualidade, meio ambiente, normalização e metrologia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: