Existem razões para se trabalhar em equipe?

NBR ISO 13485: os requisitos regulamentares para os produtos para a saúde
Essa norma segue o formato da NBR ISO 9001 para a conveniência dos usuários da comunidade de produtos para saúde, não inclui requisitos específicos de outros sistemas de gestão, tais como aqueles particulares de gestão ambiental, saúde ocupacional, segurança ou gestão financeira. Entretanto, possibilita a uma organização o alinhamento ou a integração de seu sistema de gestão da qualidade com outros requisitos de sistemas de gestão relacionados. É possível a uma organização adaptar seus sistemas de gestão existentes para estabelecer um sistema de gestão da qualidade que cumpra com os requisitos dessa norma. Clique para mais informações.

O maior receio das pessoas sobre o trabalho em equipe se concentra na ideia de que a centralização do serviço em si mesmo ele sera concluído mais rapidamente. A explicação para este pensamento está em experiências desastrosas, que normalmente aconteceram no passado; como trabalhos escolares na época do colégio ou até nos seminários apresentados na faculdade, onde uma ou duas pessoas sempre acabavam fazendo o trabalho pelos outros, ou por falta de iniciativa ou comprometimento de alguns participantes. A dificuldade em trabalhar com ideias e pensamentos distintos é uma grande barreira para o trabalho em conjunto, porém o mercado de trabalho hoje está mudando, e o individualismo está cada vez mais extinto, para se manter competitivas as pessoas terão que aprender a lidar e trabalhar com os outros. Primeiramente as pessoas que fazem parte de empresas que adotam o espírito de coletividade têm que saber a real diferença entre equipe e grupo de trabalho.

Sonia Jordão (contato@soniajordao.com.br), especialista em liderança, palestrante, consultora empresarial e escritora, enumera algumas razões que justificam a montagem de uma equipe de trabalho dentro da empresa: embora queiram, os gerentes não podem tomar todas as decisões, porque o trabalho está ficando complexo demais; o know-how é de domínio de algumas pessoas que possuem esse conhecimento específico e são elas que fazem o trabalho; está ficando difícil fazer o trabalho individualmente; a produtividade está inadequada, a comunicação não tem sido boa e começam a existir conflitos que abalam o moral; o tempo para executar a tarefa é pequeno e não dá para aguardar até que alguém diga o que fazer; várias pessoas pensam que se sentiriam melhor no trabalho se pudessem opinar sobre como as coisas devem ser feitas, se assumissem as responsabilidades pelo aperfeiçoamento do produto e do processo de trabalho; as pessoas estão constantemente precisando trocar ideias dentro da organização, porém em setores diferentes.

Na verdade, uma equipe quer dizer comprometimento, e trata-se de um grupo de indivíduos com objetivo comum, que trabalham por uma conquista respeitando as características e as competências individuais de cada um. Não existe concorrência, as pessoas trabalham em conjunto aproveitando ao máximo o que cada um tem a oferecer, ao contrario de um grupo que não tem objetivos comuns, apenas trabalham juntos, em um mesmo espaço físico ou fazem parte de um mesmo projeto, mas com objetivos e metas individualizados. Uma equipe é um grupo de pessoas trabalhando juntas para atingir uma meta em que todos acreditam, a qual seria difícil, ou impossível, de ser atingidas por pessoas trabalhando sozinhas.

Jordão acrescenta que nas organizações tradicionais, as informações são controladas rigorosamente e, em alguns casos, chegam a ser confidenciais, disponíveis para uso apenas por alguns poucos escolhidos. Nesse tipo de organização, o que o chefe pensa e diz determina o desempenho de cada pessoa e o trabalho é organizado em torno de funções e departamentos. Há vários gerentes que controlam o poder e o trabalho dos outros, enquanto decidem os rumos da organização. Cada colaborador realiza uma função e tem uma responsabilidade muito limitada. As recompensas e o reconhecimento são baseados no desempenho individual, mesmo os gerentes compartilhando do sucesso financeiro da organização, este não chega aos baixos escalões.

“Além disso, o comportamento e as decisões das pessoas são determinados por regras, procedimentos e políticas. O controle e a melhoria da qualidade ficam sob a responsabilidade da gerência ou dos especialistas em controle da qualidade. E a maioria do trabalho é realizada por indivíduos que têm pouco controle sobre seus métodos e processos de trabalho. Muito diferente é a organização baseada em equipes. Nesse tipo de organização, a partilha de informações é vista como necessidade e responsabilidade de todos. O desempenho da equipe é impulsionado pelas exigências dos clientes internos e externos. Todo o trabalho é interfuncional, projetado para que as equipes sintam que possuem um cliente ou produto. A responsabilidade e a liderança são compartilhadas com aqueles mais próximos no trabalho. Cada membro da equipe desempenha várias funções”, observa.

Para ela, as recompensas e o reconhecimento são compartilhados e baseados no desempenho da equipe ou da organização. O comportamento e as decisões da equipe são influenciados pela visão e pelos valores da empresa. A melhoria da qualidade é incluída no trabalho de todo dia e é de responsabilidade de todos, devendo ser praticada continuamente. As equipes possuem um grande grau de liberdade, principalmente na tomada de decisões sobre a melhor maneira de fazer o seu trabalho. “Agora, atente: atualmente, o maior diferencial competitivo é o capital intelectual. Precisamos aprender a trabalhar em equipe, fazer desabrochar o potencial de cada pessoa, aprender a viver com as diferenças e extrair o melhor da diversidade que existe dentro da organização. É preciso entender que ao trabalhar em equipe temos mais chances de superar nossos limites. As habilidades de uma pessoa como um integrante de uma equipe é diferente daquelas utilizadas para a técnica de um trabalho individual. As habilidades técnicas de um funcionário levam ao sucesso, porém, as habilidades técnicas deste funcionário mais as habilidades como integrante de uma equipe, levam ao sucesso do trabalho de uma equipe inteira e consecutivamente ao sucesso da empresa. Várias pessoas se reúnem somando diversas habilidades, talentos, experiências e formação a fim de compartilhar uma meta ou objetivo em comum de uma forma mais rápida e eficaz. Isso acarreta no sucesso das organizações que conseguem resultados satisfatórios e importantes para o crescimento econômico e melhor colocação no mercado”, conclui.

Siga o blog no TWITTER

Mais notícias, artigos e informações sobre qualidade, meio ambiente, normalização e metrologia.

Sete segredos de quem é organizado financeiramente

Curso de Aperfeiçoamento em
Engenharia da Qualidade
e Preparação para o Exame ASQ/CQE

  • Curso destinado a profissionais de diferentes níveis funcionais, não necessariamente engenheiros, que desejam criar diferenciais para suas carreiras.
  • Carga horária: 120 horas, distribuídas em 15 módulos de 8 horas cada um.
  • Aulas aos sábados, das 8h30 às 17h30, na cidade de São Paulo.
  • Período de realização: de 06 de agosto a 19 de novembro de 2011.
  • Exame (opcional) ASQ/CQE em português: 03 de dezembro de 2011.
    (ASQ – American Society for Quality / CQE – Certified Quality Engineer)

[Saiba mais]

Fábio Mainardi

O controle financeiro, diferentemente do que muita gente imagina, não tem nada a ver com cortar prazeres ou viver em função do dinheiro. Muito pelo contrário, traz ganhos reais, permitindo-se gastar mais e melhor. Utilizar gerenciadores financeiros, como o Yupee, faz desta tarefa um ato corriqueiro e divertido. Vejamos sete segredos de quem já faz o controle de despesas:

1. Evitar o pagamento de juros e taxas

Este talvez seja o mais importante de todos os segredos, pois pagar juros não planejados é o mesmo que queimar dinheiro. É o preço por gastar sem controle, por se deixar seduzir por uma bela propaganda e querer o produto naquele instante. É gastar hoje para ficar sem dinheiro amanhã. Quem perde o controle e entra no cheque especial ou no financiamento do cartão de crédito está pagando caro por não parar e por as contas na ponta do lápis (ou do mouse)! E sair da ciranda financeira (trabalhar para pagar juros) é tão difícil quanto emagrecer. De que adianta pechinchar, pedir descontos, comprar um produto de menor qualidade, se no final do mês todo este ganho e mais um pouco é utilizado para pagar juros?

2. Saber o que está corroendo o salário

Com o crescimento do Brasil, a falta de infraestrutura e produção está fazendo a inflação voltar. Com o controle das despesas, você pode saber o que teve um aumento maior e procurar alternativas, outros fornecedores, etc. Com estas pequenas atitudes, geralmente descobrimos novas soluções e produtos que, muitas vezes, fazem a mesma função por menos dinheiro. É na dificuldade que encontramos as grandes soluções. É só lembrar da historinha da NASA, que gastou milhões para desenvolver uma caneta para funcionar no espaço, enquanto os russos usaram o lápis!

3. Evitar pagar multa e juros por esquecimento ou não recebimento da cobrança

O não pagamento de uma conta na data correta ocasiona multa e juros, e quando esta conta é um imposto, não temos nem como chorar, pois o governo não perdoa nem por um dia.bnQuem tem a gestão das suas contas sabe as datas, os valores e de onde sairá o dinheiro para realizar cada pagamento. Com este controle, evita-se, além do prejuízo financeiro, a perda de tempo com ligações telefônicas para call centers, busca por comprovantes antigos, ida ao banco para o cálculo do valor a ser adicionado, etc. O controle de despesas Yupee, por exemplo, te lembra por email de todos os pagamentos a serem feitos, ficando mais fácil de lembrar o compromisso caso não tenha recebido a cobrança.

4. Comprar à vista

O organizado sabe que não entrar na ciranda financeira é um grande segredo. Com os juros e taxas economizadas, pode comprar mais e melhor no futuro. É o que todo mundo já sabe: se uma TV à vista custa RS 1.000, financiada sairá por R$ 1.500. Estes R$ 500 a mais podem ser, justamente, a nova geladeira! Ou seja: televisão hoje + juros = televisão + geladeira amanhã! O organizador financeiro Yupee conta com uma agenda, na qual você sabe o quanto economiza por mês e quantos meses precisará para juntar o valor do produto para o pagamento à vista. Para quem tem dificuldade em ver o dinheiro na conta, crie o seu próprio boleto e pague-o para você mesmo todo mês. Com o dinheiro economizado e a rentabilidade dele aplicado, antes do que se imagina será possível comprá-lo em uma única parcela (e geralmente com desconto!). E, para quem acredita que o preço à vista é o mesmo do em 10 vezes sem juros, experimente dizer ao vendedor que no concorrente o mesmo produto custa 10% a menos.

5. Evitar pagar duas vezes a mesma conta

Com alguns minutos por dia ou por semana, dependendo do tamanho da sua conta, uma agenda Yupee bem preenchida responde a diversas dúvidas em segundos. Quando alguém lhe cobrar uma dívida já paga, você encontrará em segundos o comprovante. Com o controle, você percebe, por exemplo, quando pagou a mesma conta pelo DDA e pelo boleto que a empresa insiste em enviar por papel. Ou ainda quando o marido e a esposa pagam o mesmo boleto, ficando fácil de solicitar o estorno do valor pago erroneamente. Com o controle do extrato, você tem um documento único e eterno, podendo configurá-lo para ver por ordem de valor, descrição ou data. Se tiver mais de uma conta, os extratos podem ser exibidos todos em uma única tela, facilitando a tarefa de encontrar erros na conta.

6. Saber o seu fluxo de caixa

Uma planilha financeira lembra todos os gastos passados para prever o quanto você gastará no futuro. Por exemplo: quando você pagou o IPVA e o IPTU em janeiro deste ano, o gasto deve ser informado como recorrente com frequência anual, ou seja, já estão previstos para janeiro de 2012, juntamente com as suas outras contas. Agora fica fácil saber o quanto precisamos economizar para não entrar no vermelho após as compras natalinas! O fluxo financeiro também te ajuda a lembrar das compras parceladas do cartão de crédito. A facilidade de pagamento muitas vezes nos faz esquecer das pequenas dívidas anteriores, que, se somadas, acabarão estourando o orçamento, obrigando a recorrer ao financiamento do cartão de crédito.

7. Educar para não precisar salvar

Quem está organizado passa naturalmente o sentido e as vantagens disso para as crianças e demais moradores da mesma casa. O controle financeiro é facilmente colocado como a solução para o consumismo desenfreado, que corrói o orçamento doméstico. Dando o exemplo e ensinando as crianças, estas com certeza terão mais controle e gastarão corretamente a mesada. E, consequentemente, o futuro salário.

Fábio Mainardi é sócio da Yupee Tecnologia.

Normas comentadas

Confira quais as normas comentadas disponíveis. Elas oferecem mais facilidade para o entendimento e são muito mais fáceis de usar: http://www.target.com.br/portal_new/produtossolucoes/NBR/Comentadas.aspx

NBR 14039Instalações elétricas de média tensão de 1,0 kV a 36,2 kV. Possui 140 páginas de comentários

NBR 5410Instalações elétricas de baixa tensão – Comentada – para windows, versão 2004

NBR ISO 9001 – COMENTADASistemas de gestão da qualidade – Requisitos

Siga o blog no TWITTER

Mais notícias, artigos e informações sobre qualidade, meio ambiente, normalização e metrologia.

Glossário Técnico Gratuito

Disponível em três línguas, a ferramenta permite procurar termos técnicos traduzidos do português para o inglês e para o espanhol. Acesse no link

http://www.target.com.br/portal_new/ProdutosSolucoes/GlossarioTecnico.aspx?ingles=1&indice=A