Recursos humanos: a liderança (1)

NBR ISO/IEC 27005: As diretrizes para a gestão de riscos de segurança da informação
A NBR ISO/IEC 27005 contém a descrição do processo de gestão de riscos de segurança da informação e das suas atividades. As informações sobre o contexto histórico são apresentadas na Seção 5. Uma visão geral do processo de gestão de riscos de segurança da informação é apresentada na Seção 6. Todas as atividades de gestão de riscos de segurança da informação apresentadas na Seção 6 são descritas nas suas seções. Clique para mais informações.

Alípio Silva Pereira

leadÉ sinônimo de efetiva inter-relação com seres humanos e significa conquistar, manter e aumentar a confiança, a aceitação e o respeito das pessoas, individualmente e em grupo, para avaliá-las, dirigi-las, educá-las, apoiá-las, outorgar-lhes responsabilidades e dar-lhes autonomia. Se traduz como competência para reunir especialidades e generalidades, integrá-los e criar condições de motivação em torno de objetivos comuns para conseguir deles muito mais do que a soma de máxima contribuição possível que cada um poderia isoladamente dar de si. O resultado final da liderança é a maximização e a completa utilização do tempo útil das pessoas para que estas realizem o que de fato é necessário para o alcance do sucesso que traduz em maior riqueza, satisfação e saúde de todas as partes interessadas. Nesse contexto, a otimização do tempo e de sua utilização implica: em eliminação de burocracias, pois como tudo aquilo que agrega custo sem obtenção do respectivo valor, não contribui para a sustentação de ganhos; em capacitação de pessoas e grupos para gostarem de lidar com, problemas, resolvê-los, relacionarem-se com o trabalho e tornarem-se retro alimentadores de sua própria criatividade e motivação; em autorização de pessoas e grupos para lidarem com desafios, comensuráveis com a sua competência, e para que em conjunto, perfaçam as metas e objetivos da organização na consecução da missão que materializará a visão compartilhada; em acompanhamento das realizações de pessoas e grupos; e em recompensa pelos êxitos de pessoas e grupos.

O início de um empreendimento, seja de que tamanho for, exige estudos, observações e estratégias. Antes mesmo de pensar no plano de negócios, você precisa entender o seu comportamento e suas conseqüências. Elas são regidas por princípios que decorrem do fogo interior, ou seja, daquela força que existe dentro de nós e que nos motiva a atingir nossas realizações. Isso é válido para empresários que não estão encontrando satisfação financeira e pessoal no seu negócio atual.

Segundo Covey, mestre em administração, por Harvard, e autor do livro “Os 7 hábitos das pessoas muito eficazes”… O processo de maturidade das pessoas se constrói através da alteração do estado de dependência para independência e desta para interdependência. A trajetória dependência-independência inicia-se na infância. A criança precisa ser alimentada e cuidada, aprende a andar, falar, alimentar-se e segue rumo à crescente independência. Mas a maturidade física nem sempre é acompanhada da maturidade emocional e muitas pessoas mantém-se dependentes mesmo na fase adulta, o que as impede de vivenciar a interdependência. A conduta imatura concentra-se em alguns focos de dependência: a família, o cônjuge, o dinheiro, o trabalho, o prazer, os bens, a igreja. Na medida em que a pessoa vive intensamente os múltiplos papéis, vai alcançando a maturidade, uma vez que só a pessoa independente pode atuar de forma interdependente.

Características da liderança
Estilo Ação do Líder Ação do Liderado
Diretivo Analítico Decidir; Determinar;Orientar, ensinar (o que, como, quando e onde);Acompanhamento próximo. Ouvir;Aprender;Executar.
Estilo Ação do Líder Ação do Liderado
Diretivo Apoiador Orientar, ensinar (o que, como, quando e onde);Dialogar (pedir;ouvir sugestões);Decidir sozinho);

Acompanhamento próximo.

Ouvir;Aprender;Dialogar (sugerir);

Executar.

Estilo Ação do Líder Ação do Liderado
Apoiador Catalisador Dialogar (pedir, ouvir sugestões);Compartilhar a decisão;Decidir em conjunto;

Acompanhamento distante.

Dialogar (sugerir);Compartilhar a decisão (decidir em conjunto);Executar.
Estilo Ação do Líder Ação do Liderado
Pouco diretivo/controlador Dar autoridade ao liderado p/ decidir;Fornecer recursos;Pôr-se à disposição para possíveis orientações;

Agendar prestação de contas;

Acompanhamento distante.

Receber autoridade para decidir;Tomar decisão;Executar;

Prestar contas.

Alípio Silva Pereira é consultor organizacional – qualipio@hotmail.com; qualipio@gmail.com; qualisan@ig.com.br

Siga o blog no TWITTER

Mais notícias, artigos e informações sobre qualidade, meio ambiente, normalização e metrologia.

Linkedin: http://br.linkedin.com/pub/hayrton-prado/2/740/27a

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: