As empresas de referência mundial na reciclagem de eletrônicos

Curso: Segurança na Operação e Manutenção de Subestações e Cabines Primárias

Os aspectos gerais de manutenção das instalações elétricas de média tensão são tratados na seção 8 da NBR 14039, que estabelece a diretrizes básicas para as equipes de manutenção e operação. Entende-se por manutenção as ações que venham a contribuir para prever, evitar ou corrigir desvios de operação e continuidade de trabalho apresentado por uma instalação ou equipamento. Nos casos de ausência da ação corretiva, é possível que haja a diminuição ou a perda de desempenho e funcionamento de um equipamento ou do todo, o risco de parada de um processo e, principalmente, pode haver um risco à integridade física dos profissionais ou das pessoas que venham a ter contato direto ou indireto com essas instalações defeituosas. Clique para mais informações e inscrições.

Em função dos problemas ambientais já causados pela elevada quantidade de resíduos sólidos gerados pela população mundial, e pela falta de um tratamento e destino final adequado a estes resíduos, empresas ao redor do mundo buscam caminhos para tornar a reciclagem um negócio economicamente rentável e atraente. Com esta motivação, o colaborador Guilherme Rodrigues se encontra na Bélgica e Alemanha entre 23/07 e 03/08 fomentando contatos e parcerias com empresas e institutos de renome mundial na área de reciclagem de eletrônicos (equipamentos de linha branca, placas de circuito impresso, recuperação de cobre e metais preciosos como ouro, prata, paládio e platina) interessadas em atuar em conjunto com o LABelectron apoiando clientes no Brasil e América Latina.

Reciclagem de PCBs – Uma industrial rentável voltada à recuperação de cobre e metais preciosos.

O cobre (Cu) e os metais preciosos ouro (Au), prata (Ag), platina (Pt) e paládio (Pd) são elementos imprescindíveis na manufatura de placas de circuito impresso devido a suas propriedades físicas. Os processos industriais de extração, mineração e metalurgia destes metais são atividades estáveis, porém custosas. Alguns elementos químicos já apresentam escassez e pouca oferta no mundo. A extração dos metais também requer um alto consumo de energia a um custo de enormes emissões de CO2 na atmosfera. Paralelamente à dificuldade de produção e fornecimento, a demanda cresce a uma taxa correspondente ao aumento de bens consumíveis, requerendo assim cada vez mais cobre e metais preciosos. Estima-se que 25 quilos de lixo eletrônico são gerados por indivíduo por ano e que a taxa total de lixo eletrônico gerado no planeta aumenta a uma taxa de aproximadamente 5% ao ano.

A cadeia básica de processos envolvidos na reciclagem de lixo eletrônico é apresentada na figura 02.

Cada ponto da cadeia apresenta desafios próprios ao seu processo. As tecnologias já disponíveis hoje permitem tratar bens de consumo de fim de vida transformando-os ao final do processo em produtos de alto valor agregado, com 100% de utilidade para os diversos setores industriais. Por exemplo, reciclagem de geladeiras e equipamentos eletrônicos gera, ao final do processo (ver figura 3), produtos reaproveitáveis para a indústria:
• Recuperação de cobre (via eletrólise), alumínio (eddy-current) e ferro (separação magnética) com 99,9 % de pureza;
• Insumos altamente ricos em metais preciosos como rejeito do processo, que podem ser recuperados em processos de refino;
• Completa separação de materiais poliméricos, que podem ser reciclados em empresas especializadas;
• Ácido Clorídrico e ácido sulfúrico oriundos da reciclagem (quebra molecular) do gás CFC (isolamento de geladeiras e compressores, por exemplo);

O entendimento do negócio, dimensões e cifras compõem igualmente um quadro complexo de atuação e dimensionamento de soluções. Porém, é com esta motivação que o LABelectron visa criar competência específica na área e atender demandas também no setor de reciclagem de equipamentos eletrônicos, fomentando toda a cadeia através de soluções e ferramentas inteligentes para este grande desafio que se apresenta. Ciente deste cenário, e preocupado em prover soluções tecnológicas para auxiliar as empresas brasileiras, o LABelectron está se preparando para atender demandas futuras na área de reciclagem de lixo eletrônico, através de visitas a empresas de referência no mundo e articulações com Institutos de referência e com empresas brasileiras que já apresentaram interesse no assunto.

Para mais informações sobre os temas deste artigo, ou caso sua empresa possua demandas em montagem de componentes, entre em contato com:
Engº Guilherme Rodrigues, engenheiro de desenvolvimento do LABelectron – gro@certi.org.br ou 48-3954-3029.
– Engº Carlos Alberto Fadul Corrêa Alves, diretor executivo do LABelectron – cac@certi.org.br ou 48-3954-3022.

Siga o blog no TWITTER

Mais notícias, artigos e informações sobre qualidade, meio ambiente, normalização e metrologia.

Linkedin: http://br.linkedin.com/pub/hayrton-prado/2/740/27a

Facebook: http://www.facebook.com/#!/hayrton.prado

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: