Por que os carros são tão caros no Brasil?

(Clique no curso para mais informações e fazer a inscrição)

Curtos-Circuitos e Seletividade em Instalações Elétricas Industriais – Conheça as Técnicas e Corretas Especificações – Presencial ou Ao Vivo pela Internet – A partir de 3 x R$ 257,81 (56% de desconto)

Inspetor de Conformidade das Instalações Elétricas de Baixa Tensão de acordo com a NBR 5410 – Presencial ou Ao Vivo pela Internet – A partir de 3 x R$ 320,57 (56% de desconto)

Portal Target – Saiba como é fácil ter acesso às Informações Tecnológicas

Gestão de Energia – Implantação da Nova Norma ISO 50001 – Presencial ou Ao Vivo pela Internet – A partir de 3 x R$ 257,81 (56% de desconto)

carrosPor que será que um carro é tão caro no Brasil? Quantos e quais impostos fazem o preço desse bem cobiçado subir tanto? “Existe incidência de elevados tributos diretos e indiretos, o que eleva custo do veículo para chegar ao consumidor final. Possuímos uma infraestrutura e logística que potencializam os valores e uma demanda por veículo ainda aquecida. Além disso, o dólar está em alta”, conta Milad Kalume Neto, gerente de Desenvolvimento de Negócios da Jato Dynamics do Brasil. De acordo com relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgado no final de 2012, o Brasil arrecada mais impostos e contribuições (federais e locais) do que a maioria dos países da América Latina. Enquanto a carga tributária no país é de 32,4% do PIB, nos demais países analisados na América Latina ela é de 19,4%.

Mas a lista de tributos que encarecem não somente os carros, mas outros bens, ficará mais clara para nós ainda este ano. Isso porque, a partir de junho, todas as notas fiscais emitidas de qualquer produto deverão mostrar o quanto pagamos de tributos para os governos municipais e estaduais, além do federal. Essa lei já é um começo para que nós, consumidores, tenhamos a oportunidade de saber o quanto realmente vale o produto comprado. As notas fiscais deverão trazer discriminados os valores de impostos. No caso dos carros, serão: ICMS: Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação; ISS: Imposto sobre serviço; IPI: Imposto sobre produto industrializado; IOF: Imposto sobre operação financeira; PIS: Programa de Integração Social; Cofins: Contribuição social para financiamento da Seguridade Social; IR: (Imposto de Renda); e IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores).

Todos esses impostos incidem no carro que sai da concessionária, e são variáveis de acordo com o modelo. E o bem pode ficar ainda mais caro se você pretende equipá-lo. “Os carros são caros e os opcionais também são. Entretanto, destaco que é o preço que o consumidor está disposto a pagar por aquele determinado equipamento”, explica Milaid. Segundo o especialista, todos os carros estão ficando caros, até os populares mais conhecidos, a exemplo do Palio e do Gol. Em dez anos houve um aumento muito grande no preço desses modelos. Veja as comparações:

Palio em 22/01/2003: USD 4.623,53 (aproximadamente R$ 9.395);

Palio em 22/01/2013: USD 11.712,99 (aproximadamente R$ 23.800), um aumento de 253,33%;

Gol em 22/01/2003: USD 6.019,71 (aproximadamente R$ 12.232);

Gol em 22/01/2013: USD 16.651,20 (aproximadamente R$ 33.835), um aumento de 276,61%.

E se você é daqueles que está comemorando, pensando que com o detalhamento dos impostos o carro poderá ficar mais barato, fique atento. As coisas não são bem assim: “O que poderá ocorrer é uma força do consumidor para reduzir os impostos pagos”, diz Milaid.

Medicamento Diane 35

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Agence Nationale de Sécurité du Médicament et des Produits de Santé (ANSM), por meio de um comunicado publicado em seu site em 27 de janeiro, informou que irá realizar uma análise benefício/risco do medicamento Diane 35 e seus genéricos na utilização para o tratamento da acne, devido à sua indicação particular para a acne e ao seu perfil de risco. Com relação às informações sobre mortes por trombose venosa associada ao medicamento Diane 35, publicadas na imprensa internacional, a Agência Francesa afirma que os casos mencionados refletem as declarações feitas por médicos do sistema nacional de farmacovigilância para os últimos 25 anos, ou seja desde 1987. Ainda, de acordo com o comunicado da Agência Francesa, entre os casos citados a partir da base de farmacovigilância, quatro mortes foram devido a trombose venosa relacionada com Diane 35. Para os outros três casos mencionados, a causa da morte está relacionada com doenças subjacentes dos pacientes.

O medicamento Diane 35 está registrado no Brasil desde 2002 pelo laboratório Bayer S.A. para o tratamento de distúrbios andrógeno-dependentes na mulher, tais como a acne, principalmente nas formas pronunciadas e naquelas acompanhadas de seborréia, inflamações ou formações de nódulos (acne papulopustulosa, acne nodulocística); alopecia androgênica; casos leves de hirsutismo e síndrome de ovários policísticos. Diante deste cenário a Anvisa esclarece que, até o presente momento, não houve geração de sinal de risco sanitário no banco de dados do sistema de notificação da Agência. E, por sua vez, informa que a bula do referido medicamento já possui as informações de que o mesmo não deve ser utilizado na presença ou histórico de processos trombóticos/tromboembólicos arteriais ou venosos, como por exemplo, trombose venosa profunda, embolia pulmonar, infarto do miocárdio ou de acidente vascular cerebral, bem como na presença ou história de sintomas e/ou sinais prodrômicos de trombose , como por exemplo, episódio isquêmico transitório, angina pectoris. A Anvisa, informa, ainda, que continua a monitorar a segurança de medicamentos e reforça a necessidade da promoção do uso seguro e racional de medicamentos. Nesse sentido, solicita aos profissionais de saúde que notifiquem especialmente as suspeitas de reações adversas graves pelo sistema Notivisa: http://www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: