Os blocos vazados de concreto precisam ser fabricados conforme a norma técnica

O bloco vazado de concreto simples é um componente para execução de alvenaria, com ou sem função estrutural, vazado nas faces superior e inferior, cuja área líquida é igual ou inferior a 75 % da área bruta (ver Figura 1). Os blocos de concreto trouxeram mais facilidade para os projetos de construção. Entre os benefícios estão os resultados esteticamente modernos, redução de mão de obra, diminuição no tempo da construção, economia de até 30% no custo da obra, além das facilidades para instalações hidráulicas, elétrica e telefônica. Assim, construir é mais fácil, rápido e barato. Mas, os produtos precisam obrigatoriamente cumprir a norma técnica em sua fabricação para obter requisitos mínimos de desempenho e segurança.

CLIQUE NAS FIGURAS PARA UMA MELHOR VISUALIZAÇÃO

bloco1

A NBR 6136 de 03/2014 – Blocos vazados de concreto simples para alvenaria – Requisitos estabelece os requisitos para produção e aceitação de blocos vazados de concretosimples, destinados à execução de alvenaria com ou sem função estrutural. O bloco vazado de concreto simples é um componente para execução de alvenaria, com ou sem função estrutural, vazado nas faces superior e inferior, cuja área líquida é igual ou inferior a 75 % da área bruta.

Os blocos de concreto, especificados de acordo com esta norma, devem atender, quanto ao seu uso, à classificação estabelecida na Seção 5. O concreto deve ser constituído de cimento Portland, agregados e água. Somente cimentos que obedecem às especifi cações brasileiras para cimento (NBR 5732, NBR 5733, NBR 5735, NBR 5736, NBR 5737 e NBR 11578) destinados à preparação de concretos e argamassas, são considerados nesta norma. A água de amassamento deve atender aos requistios da NBR 15900-1.

Os agregados graúdos e miúdos devem estar de acordo com a NBR 7211. Escórias de alto forno, cinzas volantes, argila expandida ou outros agregados, leves ou não, podem ser usados com a condição de que o produto final atenda aos requisitos fisico-mecânicos prescritos em 5.3. A dimensão máxima característica do agregado deve ser inferior à metade da menor espessura da parede do bloco.

É permitido o uso de aditivos, de acordo com a ABNT NBR 11768, adições ou pigmentos, desde que o produto fi nal atenda aos requisitos físico-mecânico prescritos em 5.3. Os aditivos não podem conter substâncias potencialmente capazes de promover a deterioração do concreto dos blocos ou materiais próximos, quer por contato direto, quer por disseminação de íons.

Os blocos devem ser fabricados e curados por processos que assegurem a obtenção de um concreto suficientemente homogêneo e compacto, de modo a atender a todas as exigências desta norma. Os lotes devem ser identificados pelo fabricante segundo sua procedência e transportados preferencialmente cubados ou paletizados, para não terem sua qualidade prejudicada.

Os blocos devem ter arestas vivas e não devem apresentar trincas, fraturas ou outros defeitos que possam prejudicar o seu assentamento ou afetar a resistência e a durabilidade da construção, não sendo permitido qualquer reparo que oculte defeitos eventualmente existentes no bloco.

O comprador deve indicar o local da entrega do material, bem como a classe, a resistência característica à compressão, as dimensões e outras condições particulares dos blocos desejados, especificados no projeto. Para fins de fornecimentos regulares, a unidade de compra é o bloco. As dimensões nominais dos blocos vazados de concreto, modulares e submodulares devem corresponder às dimensões constantes na Tabela 1.

bloco2

Os blocos para uso em elementos de alvenaria, conforme classes estabelecidas em 4.1, pode apresentar faces lisas ou com texturas. Para blocos cujas faces apresentem texturas, as tolerâncias dimensionais podem ser maiores do que as estabelecidas em 5.1.3, nas dimensões relativas a esta face.

Os lotes devem ser constituídos a critério do fabricante, sendo satisfeitas algumas condições. O de inspeção deve ser formado por um conjunto de blocos com as mesmas características, produzidos sob as mesmas condições e com os mesmos materiais, cabendo ao fabricante a indicação, no documento de entrega, das seguintes informações: data de fabricação e identificação do lote; resistência característica à compressão axial (fbk); dimensões nominais, conforme 3.7 e Tabela 1; classe, conforme 5.3.

O lote deve ser composto de no máximo um dia de produção, limitado a 40.000 blocos. Efetuado o fornecimento, ou no decorrer deste, cabe ao comprador ou seu representante legal: verificar se os blocos satisfazem as condições estabelecidas em 4.3.2; colher, para fins de ensaio, aleatoriamente, os blocos que constituirão a amostra representativa de todo o lote do qual foram retirados; encaminhar como amostra para os ensaios indicados em 6.4 os blocos predominantes do lote que compõe a alvenaria, denominados “inteiro” na Tabela 1.

Quando os blocos predominantes forem de outra denominação, estes igualmente podem constituir amostra para ensaio, de acordo com critério estabelecido entre comprador e fornecedor. Deve-se definir o tamanho da amostra conforme Tabela 4; identificar as amostras antes de serem remetidas a um laboratório para execução dos ensaios prescritos nesta norma. A identificação de cada espécime não deve cobrir mais de 5 % da área superficial do bloco.

bloco3

Os ensaios a serem executados são: resistência à compressão, conforme NBR 12118; análise dimensional, absorção e área líquida, conforme NBR 12118; e retração linear por secagem, conforme NBR 12118. Em cada um dos blocos da amostra representativa, devem ser verifi cadas as dimensões indicadas em 5.1.1, 5.1.2 e 5.1.3, que devem estar dentro das tolerâncias indicadas.

A Tabela 4 determina as quantidades mínimas de blocos para cada ensaio. Os blocos não predominantes, conforme 3.8, quando solicitada sua verificação através de ensaios, devem ser submetidos apenas aos ensaios de análise dimensional e absorção, conforme NBR 12118. A realização do ensaio de retração é facultativa, podendo o comprador solicitar ao fornecedor essa informação comprovada por meio de laudo de ensaio executado nos blocos de maior consumo de cimento, no máximo seis meses antes da data da entrega do produto. Para tanto, devem ser coletados três blocos adicionais para este ensaio.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: