Balão intragástrico

PRODUTOS E SOLUÇÕES

Atuante nos setores de gestão do conhecimento, soluções GED, cursos técnicos e acesso às informações críticas, a Target desenvolveu tecnologia de ponta para o acesso efetivo às principais informações tecnológicas do mundo. É no Portal Target que os clientes e usuários de produtos e serviços Target encontram as respostas que procuram, em diversas áreas da informação tecnológica:

balãoSegundo estudo divulgado na revista científica Lancet, o Brasil tem mais pessoas acima do peso ou obesas do que a média mundial. De acordo com a pesquisa, a obesidade atinge mais da metade da população adulta brasileira, sendo 58% das mulheres e 52% dos homens. Na média mundial, 37% dos homens e 38% das mulheres está acima do peso ou é obesa. No mundo todo, há 2,1 bilhões de pessoas acima do peso, o que é um crescimento grande, levando em consideração que, em 1980, este número era de 875 milhões.

São várias as doenças associadas à obesidade. Dentre elas, destacam-se aumento da glicemia, aumento da pressão arterial, alteração do colesterol, aumento do acido úrico, risco de infarto, risco de derrame, cálculo biliar, artrose, varizes, entre outras.

Com a proibição da venda de inibidores de apetite derivados da anfetamina pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e o aumento de pacientes sem indicação cirúrgica, a busca pelo procedimento do balão intragástrico se tornou a melhor (e mais procurada) opção para quem precisa perder peso.

Trata-se de um balão de silicone que é inserido vazio no estômago por meio de endoscopia, com o paciente sedado, e preenchido com uma determinada quantidade de soro e azul de metileno (pode variar de 400 a 700 ml). Ele ocupa aproximadamente 30% da cavidade gástrica, diminuindo a produção de hormônios que levam a um aumento da fome (grelina) e elevando os níveis dos hormônios que dão a sensação de saciedade (leptina).

O procedimento dura cerca de 20 minutos e o paciente é liberado no mesmo dia. O balão deve ficar no organismo por até seis meses e, durante este período, precisa ter acompanhamento médico para reeducação de hábitos alimentares, fundamental para que o paciente mantenha a perda de peso após a retirada do balão.

Vale frisar que o balão intragástrico, estabelecido desde 1989, é indicado para pacientes com obesidade, que já tentaram outros tratamentos clínicos – dieta, atividade física e medicamentos – mas tiveram resposta insatisfatória. É também indicado para aqueles que não toleram medicamentos devido aos efeitos ou não podem usá-los devido a alguma doença ou condição clínica. A Anvisa aprovou seu uso para pacientes acima do IMC 27 (sobrepeso) e vários estudos já avaliaram o balão intragástrico em pacientes pré-obesos com boa resposta e segurança.

Embora a perda média fique entre 15 a 20%, a perda mínima esperada para considerar o tratamento bem sucedido é de 10% do peso inicial. No entanto, há vários pacientes que perdem mais de 30kg. A motivação e a disciplina para implantar as mudanças são os grandes determinantes deste resultado. Uma empresa que fabrica o produto é a Medicone, que se localiza no Distrito Industrial de Cachoeirinha, Porto Alegre (RS), fundada em 1978 com o nome de MultiPlast.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: