Como economizar água e evitar o racionamento

NR 10 – Atendendo às exigências do Ministério do Trabalho – Reciclagem Obrigatória – A partir de 3 x R$ 264,00 (56% de desconto)

Inspetor de Conformidade das Instalações Elétricas de Baixa Tensão de acordo com a NBR 5410 – A partir de 3 x R$ 320,57 (56% de desconto)

CEP – Controle Estatístico de Processo – A partir de 3 x R$ 165,00 (56% de desconto)

Entendendo e aplicando os conceitos de PPR e PPRO – A partir de 3 x R$ 165,00 (56% de desconto)

A cidade de São Paulo vem vivendo um sério problema em seu abastecimento de água por conta da falta de chuva, decorrente disso, um dos principais reservatórios que distribui água para a cidade, o Sistema Cantareira se encontra em nível crítico. Mesmo o Planeta Terra possuindo 75% da superfície coberta por água, a Organização das Nações Unidas declara que se não houver mudanças de hábitos em relação à economia, em 2030, quase metade da população global terá problemas de abastecimento de água.

As causas mais aparentes em relação à falta de água são o desperdício e a contaminação dos mananciais e cursos d’água. Por isso, Sibylle Muller, engenheira civil e diretora da AcquaBrasilis, destaca cinco importantes dicas sustentáveis de como a população pode economizar água sem passar por um racionamento.

1-    Aproveitar a água da chuva: Mesmo com o nível baixo de chuva nessa época do ano, uma saída para a economia é utilizar o sistema de reuso de água da chuva, que pode ser implantado em residências e condomínios empresariais, aproveitando os dias em que a chuva pode aparecer e captar o líquido para armazenamento e tratamento de água, podendo assim, aproveitá-la para fins não potáveis como irrigação de áreas verdes, em vasos sanitários, lavagem de roupas e carros ou áreas comuns.

2-    Mais economia, menos torneira aberta: A dica aqui é que quando estiver escovando os dentes, evitar ao máximo deixar a água correndo. Essa atitude pode economizar 1,9 milhão de litros de água ao longo da vida se economizada por pelo menos uma pessoa que escova os dentes com a torneira fechada.

3-    Nada de furos: Muitas pessoas não se dão conta, mas canos furados e vazamentos são desperdício de água potável e de dinheiro também. Um buraco de 2 mm em um cano, desperdiça cerca de 96 mil litros do líquido em um único mês. Portanto, é importante fechar as torneiras interrompendo o consumo de água e verificar se os indicadores de hidrômetro continuam girando. Caso isso aconteça, o indicado é procurar um profissional, porque certamente há um vazamento no local.

4-    Água multifuncional: Já é de costume as pessoas utilizarem mangueiras como vassouras para limpar calçadas. Mesmo que a mangueira gaste menos água, o desperdício ainda é grande, pois, cerca de 15 minutos utilizando esse artefato, equivale a 280 litros de água. A alternativa para economizar é substituir a mangueira pelos baldes, de preferência com água reutilizada da máquina de lavar roupas, por exemplo.

5-    Banho consciente e rápido: A economia de água começa pelos hábitos mais comuns do dia a dia, como tomar banho. Foi comprovado que a cada 2 brasileiros que diminuem em pelo menos 5 minutos o tempo do banho, daria para economizar 13,4 bilhões de litros de água por mês, quantidade suficiente para abastecer a população de uma cidade maior que a Bahia, por 30 dias.

“A atual situação da represa é crítica, mas os paulistas podem evitar o racionamento se souberem economizar água no cotidiano”, finaliza Sibylle Muller.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: