Pesquisa: obrigação do marketing é puramente inovar

NORMAS COMENTADAS

NBR 14039 – COMENTADA
de 05/2005

Instalações elétricas de média tensão de 1,0 kV a 36,2 kV. Possui 140 páginas de comentários…

Nr. de Páginas: 87

NBR 5410 – COMENTADA
de 09/2004

Instalações elétricas de baixa tensão – Versão comentada.

Nr. de Páginas: 209

NBR ISO 9001 – COMENTADA
de 11/2008

Sistemas de gestão da qualidade – Requisitos. Versão comentada.

Nr. de Páginas: 28

Com o desafio de desenvolver abordagens cada vez mais focadas em novas tecnologias para identificar, atrair e engajar o consumidor, levantamento ouviu o que pensam 156 executivos das principais empresas do país sobre a importância e as obrigações do marketing

Tendências em relação ao comportamento do comprador, ao crescimento de novas tecnologias de mídia e novos canais de comunicação dão ao marketing novas funções de trabalho e desenvolvimento de novas habilidades que aliam análise e conhecimento de inteligência de negócios. Pesquisa da DOM Strategy Partners, consultoria 100% nacional focada em estratégia corporativa, revela este cenário apontando que a área é considerada de extrema importância para 93% dos 156 CEOs de empresas de diversos setores econômicos, tais como varejo, serviços, finanças, telecom, seguros, dentre outros.

Segundo o levantamento, 72% dos executivos apostam no marketing como um dos principais fatores para a companhia ter sucesso com os seus diversos públicos. Entre as práticas rumo ao sucesso do novo marketing consideradas prioritárias para os entrevistados, 82% dos CEOS apontam que potencializar as vendas da empresa é ainda a obrigação primaria da área. Já 75% consideram que atrair clientes é o papel primordial do marketing atual e no quesito canais, 69% acham que gerenciá-los é mais importante do que agregá-los, como considera outros 79% dos executivos questionados.

Com o desafio de desenvolver uma abordagem através de novas tecnologias para identificar, atrair e engajar o comprador 2.0, 49% dos CEOS apontam que obrigação do marketing é inovar e a comunicação, neste caso, é vista para 39% como a ação mais assertiva para consolidar a marca para os seus públicos. Neste ponto, a internet é citada como o meio com maior peso relevante no futuro para 88% dos líderes.

Com a expectativa de aumentar em 59% nos próximos dois anos, o orçamento e as práticas do novo marketing se conectarão cada vez mais com as estratégias corporativas das empresas, sendo mensurados através de medições e cobranças como qualquer outro organismo estratégico, conforme aponta Daniel Domeneghetti, CEO da DOM Strategy Partners.

“O marketing se fortalece como função crucial para o sucesso das empresas. Por isso, acionistas e CEOs aumentam suas expectativas sobre sua performance, exigindo da área que entregue as estratégias definidas, gere os resultados pactuados e produza valor. O Marketing agora precisa de métricas apropriáveis e executáveis, que comprovem sua eficácia. Sua gestão tenderá a ser cada vez mais baseada em evidências concretas e retornos palpáveis sobre os seus investimentos, sejam estes no mundo tradicional, sejam esses no cada vez mais natural mundo online, envolvendo ações de inteligência, planejamento, relacionamento com clientes, multicanalidade, branding, comunicação, promoção, princing ou, claro, vendas”, explica o executivo.

Resumo da pesquisa:

– 93% dos executivos entrevistados consideram a área de extrema importância;

– 72% apostam no marketing como um dos principais fatores para a companhia ter sucesso com os seus diversos públicos;

– 82% dos CEOS apontam que potencializar as vendas da empresa é ainda a obrigação primaria da área.

– 75% consideram que atrair clientes é o papel primordial do marketing atual e no quesito canais

– 69% acham que gerenciá-los é mais importante do que agrega-los, como considera outros 79% dos executivos questionados.

Congresso Internacional da Propriedade Intelectual

Abertura de capital e projetos de Inovação, conteúdo audiovisual pela Internet, lojas virtuais e grandes eventos esportivos são alguns dos temas que serão debatidos no XXXIV Congresso Internacional da Propriedade Intelectual da Associação Brasileira da Propriedade Intelectual (ABPI), que acontece de 24 a 26 de agosto no hotel WTC São Paulo. Durante os debates, distribuídos em quatro plenárias e 14 painéis, homens de negócios, juízes, advogados, parlamentares e membros do governo discutirão “A Propriedade Intelectual como Fator de Crescimento Econômico, Competitividade Industrial e Atração de Investimento” sob os vieses das Patentes, Direito Autoral, Transferência de Tecnologia, Biotecnologia, Cultivares, Internet e outros temas de PI. Mais informações e inscrições: http://www.abpi.org.br/congresso2014/

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: