Argamassas estabilizadas e as normas técnicas

PALESTRA GRATUITA SOBRE NORMALIZAÇÃO TÉCNICA

ilegalEntre em contato comigo (hayrton@uol.com.br ou 11 99105-5304) para agendar uma palestra TOTALMENTE GRATUITA sobre normalização técnica. Podemos levar esse evento às empresas, associações, faculdades, universidades, etc. em qualquer lugar do Brasil. Precisamos apenas de pessoas interessadas em conhecer mais sobre a importância das normas técnicas para a competitividade brasileira e de um auditório com um projetor ou data show. Quando se descumpre uma norma técnica, assume-se, de imediato, um risco, o que significa dizer que o risco foi assumido ou seja se está consciente do resultado lesivo. A consciência do resultado lesivo implica em uma conduta criminosa, passível de punição pelo Código Penal.

O mercado da construção civil está sempre buscando aprimorar os materiais utilizados através de realização de pesquisas, procurando ganhar em qualidade e diminuição dos custos. Nesse ramo é bastante comum a falta de cuidados no armazenamento, manuseio dos materiais e erros de execução, decorrentes de negligência ou até mesmo por desconhecimento técnico. No caso das argamassas não sendo diferente, deve-se ter cuidados em alguns pontos como: dosagem dos materiais constituintes, demora na aplicação quando já dado início da pega ou ainda, dosagem inadequada do inibidor para o tempo de aplicação. Tais fatores influenciam diretamente as características do produto final.

Nas edificações, os revestimentos argamassados constituem as vedações, que têm a função de proteger contra agentes externos. Esses revestimentos estão diretamente relacionados à vida útil da edificação e prevenção de problemas patológicos. Suas aplicações se resumem em assentamento, chapisco, reboco, enchimento de tubulações, etc.

Visando ganhar em produtividade e diminuição dos desperdícios, foram desenvolvidas as argamassas estabilizadas, que são derivadas das industrializadas. São produzidas da mesma forma, porém as estabilizadas necessariamente são compostas por aditivos, que geralmente melhoram a trabalhabilidade, sem prejudicar suas propriedades no estado endurecido e passam por um rígido controle de qualidade.

A utilização de aditivos inibidores de hidratação em argamassas de revestimento promove um aumento na plasticidade da argamassa por um maior período de tempo, pois atuam sobre o tempo de pega e o calor de hidratação do cimento. Porém, os especislistas alertam que o aditivo reduz significamente a resistência da argamassa, além de estar mais suscetível a retrações, precisando assim de maiores cuidados com a cura. Esses aditivos interferem nas reações de hidratação do cimento, onde os produtos de hidratação se cristalizam e os fenômenos de enrijecimento, pega e endurecimento estão ligados aos diferentes estágios do processo progressivo de cristalização.

Além disso, a construção civil é um setor constantemente beneficiado com investimentos tecnológicos, sejam em ferramentas ou produtos químicos, que contribuem para melhorar a qualidade e a velocidade das obras. Entre as diversas tecnologias, destaca-se a argamassa estabilizada,  que vem sendo cada vez mais utilizada, devido ao seu formato industrializado, que proporciona facilidade e diversidade de aplicação.

Em comparação com a argamassa comum, que precisa ser preparada por completo durante a obra, a estabilizada possui a vantagem de ser adquirida praticamente pronta. O produto estabilizado é preparado quimicamente com cimento, areia, aditivos e água. Antes da aplicação, o único processo é o controle do tempo, quando se devem analisar questões como densidade, consistência, aderência e resistência, que garantem um dos principais benefícios deste tipo de argamassa, que é a agilidade nos trabalhos da construção.

Entre os importantes produtos que compõem os novos tipos de argamassa estabilizada e que as tornam diferenciadas da argamassa comum, estão os aditivos, que contribuem para todo o processo de aplicação e secagem na obra. Segundo o diretor da Camargo Química, empresa que atua no mercado de aditivos e outros produtos químicos para a construção civil, são estes elementos que proporcionam o bom desempenho da argamassa. “Os aditivos hoje são fundamentais para as mais variadas tecnologias de obras, como a argamassa estabilizada. Por isso que é um dos produtos que possuem mais representatividade de vendas na empresa”, explica.

Para Pires, o uso da argamassa industrializada na construção civil, com todos seus efeitos junto de aditivos, traz inúmeros benefícios para a indústria. Além da economia de tempo, ele destaca a otimização de espaço, já que a argamassa feita em obra exige logística para cada componente que se mistura para formar o produto. O pouco material para estocar em obra, no caso do uso da argamassa estabilizada, também garante boa organização e limpeza. Comparando o produto comum ao pronto, ainda destacam-se a facilidade de carga e descarga, a redução de equipamentos, o maior rendimento de trabalho e o bom desempenho de permeabilidade e homogeneidade.

A argamassa estabilizada chegou ao mercado na década de 50 e desde então vem sendo aprimorada. Ela deve ser escolhida e aplicada conforme cada projeto e obra. Cronograma, condições ambientais e características construtivas são fatores que precisam ser analisados para o uso da melhor argamassa. Também é importante analisar as especificações do produto estabilizado, como prazo de armazenamento e prazo de validade, para verificar se tudo se adéqua à obra.

Entre as principais opções da construção que podem ser utilizadas as argamassas estabilizadas estão: rebocos de áreas externas e internas; assentamento de alvenaria e cerâmica; contrapisos; preenchimento de juntas; enchimento de tubos; e revestimentos de paredes e tetos. Quanto às normas técnicas para argamassas, os leitores podem fazer uma consulta e fazer uma pré-visualização gratuita em parte dos textos: basta acessar o link http://www.normas.com.br/?p=29&q=argamassa&lang=pt-BR&email=, clicar nas normas escolhidas para comprar ou na pré-visualização gratuita.

Aves da Serra do Mar

E-bookEstar dentro da Serra do Mar e se aproximar das aves que a habitam, ouvir o som e admirar a peculiaridade de cada uma delas, agora já é possível até mesmo sem sair de casa. A Ecovias, em parceria com o Instituto de Biodiversidade, lança o e-book Aves da Serra do Mar, disponível para download. São informações, vídeos e imagens de 40 aves nativas da Mata Atlântica, que foram monitoradas ao longo de seis meses por um grupo de biólogos, para levar aos usuários do Sistema Anchieta-Imigrantes a beleza da natureza que os rodeiam durante as viagens pelas rodovias.

O objetivo de produzir o e-book é mostrar a biodiversidade existente na Serra do Mar e a importância da preservação ambiental aos usuários do Sistema Anchieta-Imigrantes”, explica o coordenador de sustentabilidade, Valdir Ribeiro. No Menu principal, o usuário tem a opção de visualizar as páginas corridas ou ir direto na busca pela ave que mais o interessa com o nome popular ou científico. Na página de cada animal, é possível ter acesso às informações, vídeo, foto, som emitido por cada um e também saber se está ameaçado ou não de extinção. O Ramphodon naevius, por exemplo, mais conhecido como Beija-Flor, tem apenas 15 centímetros e, de acordo com o e-book, é briguento e defende assiduamente o território dele. O download pode ser feito, de forma gratuita, em uma livraria on-line para os sistemas IOS e Android.

Apple Store:

https://itunes.apple.com/us/app/ecovias/id921041413?ls=1&mt=8

Google Play:

https://play.google.com/store/apps/details?id=com.pressmatrix.ecovias

A versão desktop, onde o leitor não faz o download, mas tem acesso online ao conteúdo:

https://bc.pressmatrix.com/en/profiles/f223b81913fa/editions

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: