Exame toxicológico para motoristas profissionais

caminhoneiroA partir do dia 30 de abril, os motoristas que irão adicionar ou renovar a Carteira Nacional de Habilitação para as categorias C, D ou E terão que se submeter a exame toxicológico. O prazo foi novamente adiado por meio da resolução 517/2015 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicada no Diário Oficial da União.

Antes da nova decisão, o prazo limite era 1º de março de 2015. De acordo com a resolução, o Departamento Nacional de Trânsito deverá credenciar os laboratórios que estejam aptos para realizar as análises laboratoriais toxicológicas. O exame tem o objetivo de identificar o uso de substâncias psicoativas no organismo do motorista e oferecer mais segurança no trânsito em relação ao transporte de cargas e vidas. O custo varia de R$ 270 a R$ 290.

A análise clínica poderá ser realizada pelo fio de cabelo ou pelas unhas para detectar diversos tipos de drogas e seus derivados, como a cocaína, maconha, morfina, heroína, ecstasy, ópio, codeína, anfetamina e metanfetamina (rebite). O exame é capaz de detectar substâncias usadas em um período de tempo de três meses.

O Contran destaca que a constatação da substância psicoativa não significa, necessariamente, o uso ilícito ou dependência química por parte do condutor, já que existem medicamentos que têm, na composição, substâncias que são detectadas pelo exame. Por esta razão, a quantidade e a duração do uso identificadas no exame deverão ser submetidas à avaliação médica em clínica credenciada, que emitirá um laudo final de aptidão do candidato a condutor. Na realização do exame, é garantido ao motorista o anonimato, o conhecimento antecipado do resultado e sua decisão sobre a continuidade ou não dos procedimentos de habilitação profissional.

Siga o blog no TWITTER

Mais notícias, artigos e informações sobre qualidade, meio ambiente, normalização e metrologia.

Linkedin: http://br.linkedin.com/pub/hayrton-prado/2/740/27a

Facebook: http://www.facebook.com/#!/hayrton.prado

Skype: hayrton.prado1

Conheça as ferramentas que auxiliam os profissionais no mercado de trabalho

NORMAS REGULAMENTADORAS

O Portal Target disponibiliza aos seus clientes e usuários, todas as Normas Regulamentadoras, estabelecidas pelo MINISTÉRIO DE ESTADO DO TRABALHO E EMPREGO, que têm como objetivo disciplinar as condições gerais relacionadas à saúde e segurança do trabalhador em cada atividade ou posto de trabalho. Você pode realizar pesquisas selecionando o produto “Normas Regulamentadoras” e informando a(s) palavra(s) desejada(s) no link https://www.target.com.br/produtossolucoes/nr/nr.aspx

O Assessment, Outplacement e o Coaching são ferramentas que auxiliam o profissional a encontrar soluções para a carreira.

Não é de hoje que o profissional conquistou seus direitos e deveres no ambiente corporativo. Mais do que isso, hoje surgem especialistas que têm como objetivo auxiliar tanto o profissional quanto a empresa no processo de contratação, manutenção e desligamento do colaborador, fazendo com que todos esses processos burocráticos sejam realizados da melhor forma possível para ambos os lados.

Segundo Madalena Feliciano, diretora de projetos da empresa Outliers Careers, hoje em dia os mais procurados pelas empresas e pelos próprios colaboradores são o Assessment, o Outplacement e o Coaching. Estes processos consistem, resumidamente, na avaliação do profissional, identificando pontos fortes e pontos a serem melhorados, na recolocação no mercado e no aumento da performance. “É possível sim o profissional se auto-avaliar e voltar ao mercado de trabalho sem a ajuda de ninguém, – mas é claro que este processo se torna muito mais rápido e eficiente quando ele pode contar com o auxílio de uma empresa especializada, ou seja, profissionais que podem orientá-lo com relação a postura na entrevista,  revisão do currículo, pontos à serem melhorados e ainda ampliar sua rede de contatos, desta forma gerando uma maior possibilidade de recolocação, comenta a especialista.

Madalena lembra também que o Assessment é um método muito indicado para as empresas que desejam obter os melhores resultados dos seus colaboradores. “Essa ferramenta auxilia no desenvolvimento de habilidades de alto desempenho, descobrindo o que há de melhor em cada profissional e elevando ainda mais a capacidade existente nele”, explica.

Por meio de avaliações de competência, o Assessment auxilia as empresas na hora de estabelecer metas para selecionar e recrutar, avaliar o desempenho dos colaboradores, medirem o clima organizacional e criar planos de carreira. Com esse apoio, o profissional percebe seus pontos fortes e as áreas a serem trabalhadas para melhorar ainda mais o seu desempenho profissional. “Esse é um serviço que atualmente muitas empresas contratam a fim de conhecer melhor os seus funcionários e retirar o máximo deles, ao mesmo tempo em que oferecem para eles um ambiente seguro e agradável de trabalho – já que também auxiliam na hora de medir e melhorar o clima empresarial” comenta Madalena.

Já o outro processo, chamado de Outplacement, pode ser resumido no artifício de aconselhamento, apoio, orientação e estímulo ao profissional desligado da empresa, preparando-o técnica e psicologicamente para as oportunidades de mercado, bem como para o planejamento de sua carreira. O Coaching é hoje em dia a metodologia mais assertiva em busca de resultados, autoconhecimento, plano de ação, mudanças de hábitos e comportamento e ainda na transformação de crenças limitadoras, desta forma ampliando o resultado em diversas áreas da vida do profissional.

Madalena conclui que é fato que o profissional pode ser desligado de uma empresa e conquistar outra vaga sozinho, sem o auxílio de ninguém. Mas estes processos são de grande valor para poder passar por esta fase de forma mais tranquila e direcionada. Além disso, auxiliamos o profissional na montagem correta do seu currículo, tornando-o comercial e atrativo, no seu perfil no Linkedin (que funciona como um currículo online, disponível durante 24 horas por dia, sete dias por semana – e pode ser acessado por todos), e na manutenção de um bom networking, seja pessoalmente ou pela internet, por meio de redes sociais e profissionais e ainda trabalhamos fortemente a motivação e auto-estima, desta forma obtendo excelente resultados nos processos seletivos, ressalta a profissional.