Três atitudes para deixar seu dia mais organizado

CURSOS PRESENCIAIS

Aterramento e a Proteção de Instalações e Equipamentos Sensíveis contra Raios: Fatos e Mitos

Dias: 21 à 22 de Setembro
Horário: 09:00 às 17:00 horas
Carga Horária: 14h
Professor: Antônio Roberto Panicali

Proteção contra Descargas Atmosféricas de acordo com a Nova NBR 5419 de 2015

Dias: 05 à 07 de Outubro
Horário: 09:00 às 17:00 horas
Carga Horária: 24h
Professor: Antônio Roberto Panicali

Assista também os cursos online

Coach explica como facilitar sua rotina, melhorando suas atitudes, para ter dias mais produtivos.

A rotina diária pode ser complicada. Com tantas preocupações na cabeça, não é incomum que as pessoas cheguem ao final da jornada e tenham a sensação de que ficou faltando fazer algo, ou, pior: pensem que o dia não rendeu como poderia.

A falta de organização pode fazer com que seu dia pareça mais curto, pela sensação de que nem tudo que você precisava realizar foi cumprido. Segundo João Alexandre Borba, psicólogo e coach atuante no Rio de Janeiro, medidas precisam ser tomadas para melhorar sua produtividade. “Existem três passos importantes que podem ser tomados para mudar esses hábitos. Primeiramente, é preciso ter clareza mental. Isso consiste em saber estruturar seu dia com 24 horas de antecedência. Ou seja, se você quer que sua terça renda, programe-a na segunda-feira. Assim, você não esquecerá do que precisa ser feito, sendo uma maneira mais fácil de seguir seus planos”, afirma.

Borba, que é co-CEO do Instituto Internacional Japonês de Coaching, explica que o segundo passo depende da boa execução da primeira etapa. “O poder de decisão, por sua vez, se compromete a cumprir com o que foi decidido pela clareza mental. É preciso se lembrar do porquê você decidiu fazer todas aquelas coisas listadas na primeira etapa; pense nos benefícios que isso trará para seu dia, além da satisfação de ter sua lista de tarefas realizada por completo”, observa.

O profissional explica, por fim, o terceiro e último passo para mudar seus hábitos. “O último passo é o poder dos limites. Ele ajuda a elevar sua autoestima. Quando ele acontece, você consegue bloquear o que te atrapalha, como as redes sociais, uma mensagem no celular e conversas paralelas no ambiente de trabalho”, assegura.

A lógica é essa: se você para no meio do processo para mexer no seu feed do Facebook, e depois decide voltar ao trabalho, seu cérebro precisará de 12 minutos para retomar ao foco. Nesse meio tempo, é capaz de você responder outras mensagens, abrir sites diversos e designar sua atenção em qualquer coisa, menos no que você precisava fazer.

Uma tarefa que seria feita em 30 minutos se estende, e seu dia rende menos. “Manter o foco é o ponto principal na hora de realizar suas atividades diárias com êxito. Ao finalizar o terceiro passo, você perceberá como seu dia se tornará melhor, e a sensação de ‘missão cumprida’ ao final da jornada se tornará recorrente”, esclarece.

João finaliza, pontuando que a chave para a mudança vem de dentro da pessoa. “De nada adianta reclamar, se as atitudes corretas não forem tomadas. É preciso estar aberto às mudanças, mesmo que o processo cause certo estranhamento ou desconforto. Só assim, o indivíduo perceberá a diferença significativa que os bons hábitos fazem em sua vida”, conclui.

Anúncios

Como a etiqueta profissional pode influenciar na sua imagem

O Portal Target disponibiliza aos seus clientes e usuáriostodas as Normas Regulamentadoras, estabelecidas pelo MINISTÉRIO DE ESTADO DO TRABALHO E EMPREGO, que têm como objetivo disciplinar as condições gerais relacionadas à saúde e segurança do trabalhador em cada atividade ou posto de trabalho. Você pode realizar pesquisas selecionando o produto “Normas Regulamentadoras” e informando a(s) palavra(s) desejada(s). Acesse o link https://www.target.com.br/produtossolucoes/nr/nr.aspx

Coach explica como a postura dentro do ambiente profissional pode auxiliar ou deteriorar sua imagem frente ao mercado de trabalho.

Em cada grupo ou ambiente social, é esperado que o indivíduo se comporte de determinada maneira. Na igreja, é preciso que as pessoas se vistam de modo adequado, falem baixo e sejam respeitosos da maneira que o ambiente exige.

Em uma sala de aula, é preciso manter o silêncio, prestar atenção e demonstrar respeito aos professores e colegas. Já em uma empresa ou outro ambiente de trabalho qualquer, a etiqueta também é muito importante, incluindo diversas atitudes que influenciam na maneira com que as pessoas o enxergam.

Segundo Camilly Gabry, que atua como coach de políticos, carreira e desenvolvimento de competências, a etiqueta profissional é a prática de boas maneiras e costumes dentro do ambiente de trabalho. “Apesar de determinados ambientes de trabalho exigirem alguns padrões comportamentais específicos (um hospital necessita impor algumas regras de higiene aos seus funcionários, por exemplo), algumas regras gerais são facilmente aplicadas para diversos ambientes diferentes. De maneira geral, cuidar com sua postura, vestuário, comportamento e modo de se comunicar auxilia no convívio com colegas, superiores, subordinados e clientes”, afirma.

A coach também lembra que é a boa postura no ambiente de trabalho também inclui o que é falado com tom de brincadeira. “Apesar de um maior grau de informalidade no ambiente de trabalho estar se tornando tendência atualmente, é preciso cuidar com apelidos e brincadeiras. Recomendo se ater a chamar uma pessoa pelo modo como ela se apresenta, pois, provavelmente, ela se sente mais confortável assim”, observa.

Camilly diz que as relações com chefes também devem ser cuidadas. “Não existem muitas regras para seguir neste tipo de relação, mas é importante ressaltar que sempre é preciso respeitar as regras de hierarquia. Por mais que você tenha uma amizade com seu chefe, isso não é desculpa para começar a chegar atrasado, sair mais cedo e esperar regalias, e, claro, a qualidade de seu trabalho não pode ser comprometida por causa disso”, esclarece.

A profissional finaliza, pontuando que suas atitudes refletem o tipo de profissional que você é, e, por isso, é preciso estar pronto para realizar uma autocrítica a todo momento. “Fofocas, atrasos e até mesmo o mau uso das redes sociais podem comprometer sua imagem no mundo profissional. Saber avaliar se sua postura é adequada, e estar pronto para conserta-la, caso for preciso, é necessário”, conclui.