Descubra se você sabe se relacionar com pessoas. Faça o teste

Normas comentadas

NBR14039 – COMENTADA de 05/2005Instalações elétricas de média tensão de 1,0 kV a 36,2 kV – Versão comentada.

Nr. de Páginas: 87

NBR5410 – COMENTADA de 09/2004Instalações elétricas de baixa tensão – Versão comentada.

Nr. de Páginas: 209

NBRISO9001 – COMENTADA de 09/2015Sistemas de gestão da qualidade – Requisitos. Versão comentada.

Nr. de Páginas: 32

NBRISO14001 – COMENTADA de 10/2015Sistemas de gestão ambiental – Requisitos com orientações para uso – Versão comentada….

Nr. de Páginas: 41

Ernesto Berg

As relações humanas constituem a arte e a ciência de lidar com as pessoas de modo que a nossa autoestima e a autoestima dos outros permaneçam, não apenas intactas, mas também tenham um ganho de qualidade no relacionamento. Faça o teste, e saiba se você sabe relacionar-se com pessoas. Responda como você age normalmente, e não como você gostaria que fosse.

S = SIM        N = NÃO        AV = ÀS VEZES

1. Sou uma pessoa fácil de me relacionar com outros.
S  N  AV 

2. Eu  genuinamente  me interesso  pelas  pessoas  e  pelos seus  problemas.
S  N  AV 

3. É  normal  eu  ver  defeitos no  meu  chefe e  nos  meus  colegas de trabalho.
S  N  AV 
4. Ouço atentamente quando as pessoas falam comigo.
S  N  AV 

5. Tenho facilidade de conversar e trocar ideias com as pessoas.
S  N  AV 

6. Trato  sempre de  ver algo de bom nas pessoas, mesmo que eu não goste de alguém.        S  N  AV 

7. Dou sempre às outras pessoas o crédito pelo que fizeram. (Não surrupio o crédito delas).    S  N  AV 

8. Tenho o hábito de elogiar as pessoas por algo de bom que fizeram.
S  N  AV 

9. Às vezes piso no amor-próprio da outra pessoa.
S  N  AV 

10. Invariavelmente trato os outros do jeito que quero ser tratado.
S  N  AV 

11. Sempre trato as pessoas com educação e gentileza.
S  N  AV 
.
12. Mantenho a calma mesmo que alguém seja grosseiro comigo            .
S  N  AV 

13. Mesmo que eu discorde de alguém, respeito o seu ponto de vista.
S  N  AV 

14. Digo o que penso de uma pessoa mesmo que isso possa ofendê-la.
S  N  AV 

15. Sou colaborativo e habitualmente ajudo meus colegas no trabalho.
S  N  AV 

16. As pessoas costumam me procurar quando estão em dificuldades.
S  N  AV 

17. Sou impaciente com as pessoas.
S  N  AV 

18. Contribuo  ativamente para  a tranquilidade  e harmonia  da equipe de trabalho.
S  N  AV 

19. Detesto boatos e fofocas e não os espalho.
S  N  AV 

20. Mantenho sempre a conversação num clima positivo.
S  N  AV 

21. Guardo mágoas por ofensas que recebi            .
S  N  AV 

22. Sou impulsivo, e às vezes digo coisas das quais me arrependo.
S  N  AV 

23. Se eu  tiver que criticar ou chamar a atenção de  alguém no trabalho, faço-o em particular, com respeito e educadamente, sem ofender ou humilhar.
S  N  AV 
24. Sou normalmente bem-humorado.
S  N  AV 

25. Aceito críticas sem me ofender.
S  N  AV 

Faça sua contagem de pontos

Marque um ponto para cada resposta SIM dadas às seguintes afirmações: 1, 2, 4, 5, 6. 7, 8, 10, 11, 12, 13, 15, 16, 18, 19, 20, 23, 24, 25.

Marque um ponto para cada resposta NÃO dadas às seguintes afirmações: 3, 9, 14, 17, 21, 22

Marque meio ponto para cada resposta ÀS VEZES.

TOTAL DE PONTOS_________

RESULTADO

De 21 a 25 pontos. Ótimo. Você domina os princípios e técnicas das relações humanas e sabe como utilizá-los positivamente. Demonstra interesse e respeito pelas pessoas. Mantenha esse espírito e continue a desenvolver suas capacidades de relacionamento interpessoal, pois colherá ainda maiores frutos no futuro.

De 17 a 20,5 pontos. Você vai bem. Conhece os fundamentos que norteiam o bom relacionamento, dá valor a isso e o demonstra  através do seu comportamento. Pode,
entretanto, melhorar em alguns pontos. Observe as afirmações onde não pontuou. Elas podem lhe dar indicações do que é necessário para isso.

De 13 a 16,5 pontos. Sua pontuação é média. Em alguns momentos você vai bem, e em outros, nem tanto, o que, esporadicamente, é possível que lhe traga algumas dificuldades de relacionamento. Precisa melhorar alguns itens. Veja as afirmações onde você não pontuou, ou obteve meio ponto; são boas pistas do que necessita melhorar.

Abaixo de 13 pontos. Você precisa melhorar sua habilidade de relacionamento interpessoal. Provavelmente você não se interessa, ou não dá muita abertura para interagir com pessoas, o que pode estar lhe causando grandes problemas. Veja as afirmações onde não pontuou, ou obteve meio ponto, procure analisar suas próprias atitudes, e  o que você pode fazer para interagir mais e melhor com as pessoas.

Seis dicas sobre relações humanas

1. A importância das relações humanas em sua vida
Aprender a desenvolver e manter relações humanas de qualidade superior pode fazer mais por sua vida profissional e pessoal do que, provavelmente, qualquer outro fator em sua vida. O lado triste da questão é que a inabilidade de conviver com os outros é a primeira causa das crises e infelicidades pessoais e no trabalho. O Instituto de Tecnologia Carnegie analisou mais de dez mil pessoas e descobriu que apenas 15% do sucesso delas se devia à inteligência e competência no trabalho, e que os outros 85% do sucesso eram frutos da capacidade de lidar e conduzir pessoas. É bem conhecido o jargão que diz “Você é contratado por seus conhecimentos, e demitido por seu comportamento”.

2. Demonstre respeito
Se você perguntar aos seus colegas de trabalho qual é o tratamento que eles mais desejam ter no serviço, provavelmente a lista seria encabeçada pelo desejo de serem tratados com respeito e dignidade. Em se tratando de relações humanas o único pecado imperdoável é pisar no amor-próprio da outra pessoa. Ao desprezar a dignidade da outra pessoa você estará plantando a semente da mágoa, do rancor e da discórdia. Trate aos outros com decência e consideração SEMPRE, não importa se é o seu colega de trabalho, seu vizinho, seus familiares ou alguém na rua.

3. A regra de ouro do relacionamento interpessoal
Trate aos outros do que jeito que você gostaria de ser tratado. É o que – de outra maneira – Cristo afirmou: “Amai o próximo como a ti mesmo”. E se alguém tratá-lo mal lembre-se de que a tranquilidade e o tratamento de respeito com que você responde ao outro, desarmam o opositor e dissolvem divergências.

4. A regra de platina do relacionamento interpessoal
A regra de ouro, citada acima, é importante. Mas, mais importante ainda, é tratar as pessoas como elas gostariam de ser tratadas, que talvez, seja diferente da forma como nos gostaríamos de ser tratados. Procure observar como é o perfil, a personalidade e, sobretudo, os gostos de cada pessoa com quem você mantém contato. Essas observações lhe darão seguras indicações de como você deve agir, tratar e conduzir-se em relação a elas.

5. Demonstre atenção
Dê atenção  às pessoas quando  estão falando  e demonstre  isso. Evite “cortar” a
cada momento o interlocutor. Se você ficar falando de si mesmo, estará usando o caminho mais curto para a conversação murchar. O ego é um pavão com lindas penas que adora se exibir e falar de si mesmo.

6. Receba feedback positivamente
Se o feedback que receber não for positivo, não se defenda nem tente justificar-se. Agradeça a informação e analise a crítica para ver se ela é realmente procedente. Se for procedente corrija o desacerto. Se for improcedente ignore o aviso sem aborrecer-se com o indivíduo.

Ernesto Berg é consultor de empresas, professor, palestrante, articulista, autor de 15 livros, especialista em desenvolvimento organizacional, negociação, gestão do tempo, criatividade na tomada de decisão, administração de conflitos. 

Anúncios

As novas regras da licença paternidade

Bem vindo ao sistema Target GEDWeb
ged_web

Acesse o link https://www.gedweb.com.br/

Se você já é usuário do sistema Target GEDWeb, basta informar seu e-mail no campo a seguir e clicar em “Entrar”.Caso você ainda não seja usuário e queira conhecer a ferramenta definitiva para gerenciar e acessar grandes acervos de Normas Técnicas e Documentos Técnicos e, com isso, evitar riscos de conformidades regulatórias, clique no botão “Folder do Target GEDWeb” e ligue para a Target no telefone 11 5641-4655 Ramal 883 ou preencha o formulário abaixo que retornaremos seu contato. A partir de R$ 4,76 mensais você poderá montar a sua biblioteca digital corporativa e acessar o mais completo e confiável sistema de gestão de riscos.

A nova lei permite que o prazo de licença paternidade se estenda de cinco para 20 dias, porém, para fazer ter este benefício as empresas devem fazer parte do Programa Empresa Cidadã. Nele, a instituição poderá deduzir do Imposto de Renda o salário pago pelo período de 15 dias em que o funcionário estiver usufruindo com o bebê, mas essa dedução só é possível para empresas cujo regime de tributação seja do lucro real.

Isso significa que o imposto de renda é determinado a partir do lucro contábil, apurado pela pessoa jurídica, acrescido de ajustes (positivos e negativos) requeridos pela legislação fiscal. Para poder usufruir dessa nova licença, o funcionário, que exerce suas atividades em empresa que faça parte do Programa Empresa Cidadã, deverá solicitar o benefício até dois dias úteis após o parto e ainda deverá comprovar sua participação em programa ou atividade de orientação sobre paternidade responsável.

O grande problema é que até o presente momento o texto ainda não esclareceu quais são estes programas. Jaqueline Fortuna Arias Rolim, advogada trabalhista do escritório Lopes & Castelo, alerta para algumas condições “No período de 20 dias de afastamento o funcionário receberá seu salário integral tal qual a mãe recebe no período de licença maternidade, porém ele não poderá exercer qualquer atividade remunerada durante a prorrogação e a criança não poderá ser mantida em creche”.

Outro benefício à empresa que faz parte do programa é a abertura para participar de licitações. O Projeto de Lei do Senado (PLS) 201/2012 altera os artigos 27 e 116 da Lei nº 8.666, que trata das Licitações. Uma vez aprovado, para participar de qualquer processo, em qualquer esfera do poder público no Brasil, as empresas terão que comprovar que concedem licença maternidade de seis meses às suas funcionárias, participando ou não do Programa Empresa Cidadã, criado pela Lei nº 11.770, de 9 de setembro de 2008, porém a regra ainda não foi modificada para atender também ao benefício paterno.

Para quem não aferir a PLS também  será vedada a celebração de contratos de gestão, convênios, termos de parcerias, contratos de repasse, acordos, ajustes e outros instrumentos com empresas que não atendam ao que determina a Lei, salvo em situações de posterior renovação ou prorrogação de contratos já firmados quando da data de sua publicação. O Programa Empresa Cidadã foi estabelecido através da Lei 11.770, aprovada em setembro de 2008, nela é estabelecida a extensão voluntária do salário-maternidade com os valores pagos pela empresa – e não pelo INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) como acontece nos quatro meses da licença-maternidade. Para a empresa que tem o interesse em aderir ao Programa, basta fazer seu de adesão disponível no site da Secretaria da Receita Federal. (www.receita.fazenda.gov.br)