Seis poderosas dicas que irão ressuscitar sua criatividade

Os Regulamentos Técnicos, estabelecidos por órgãos oficiais nos níveis federal, estadual ou municipal, de acordo com as suas competências específicas, estabelecidas legalmente e que contém regras de observância obrigatórias às quais estabelecem requisitos técnicos, seja diretamente, seja pela referência a uma Norma Brasileira ou por incorporação do seu conteúdo, no todo ou em parte, também estão disponíveis no Portal Target no link https://www.target.com.br/produtos/regulamentos-tecnicos

Ernesto Berg

Criatividade é como barba. Você só a terá se deixá-la crescer. (Voltaire)

Como qualquer músculo que você exercita na academia, criatividade também é despertada e desenvolvida através de exercícios contínuos. A prática é a única forma de manter a criatividade e inovação em dia, para resolver problemas, buscar novas oportunidades e procurar soluções distintas.

Eis as seis poderosas dicas que irão ajudá-lo a despertar  – ou ressuscitar – sua criatividade e o espírito de inovação.

  1. Quebre a rotina

A rotina é um dos maiores engessadores da criatividade. A rotina é essencial para a vida e otimiza muitas coisas, mas a maioria das pessoas se apega tanto a ela que o livro da sua vida acaba tendo um só capítulo, repetido todos os anos. Quando você começa a repetir experiências iguais, a mente anula esses experimentos, e os registra como algo não vivenciado, porque as atitudes e movimentos estão no “piloto automático”, igual ao dirigir o carro e você troca de marcha sem se dar conta disso, enquanto conversa com alguém.

Experiências não registradas anulam a criatividade e o senso de novidade das coisas. Quando você tem experiências novas você obriga sua mente a sair das ações automáticas e força-a a parar para pensar na situação, analisar, avaliar e tentar entender o que está acontecendo, como quando você está aprendendo a dirigir automóvel, e precisa ficar atento a tudo que você faz e a tudo ao seu redor. Quando faz isso você aciona novos neurônios que se veem na obrigação de estabelecer novas conexões mentais vivificando e revigorando o cérebro, dando-lhe material para viver mais intensamente a nova situação. Essa concentração no novo dá-lhe a sensação de estar revivendo seu espírito adormecido e projetando-o em direção a algo fascinante, qualidade que as crianças têm de sobra, mas que nós, adultos, perdemos há muito tempo, pressionados pelas obrigações e rotinas diárias. Então, para estimular a criatividade, comece quebrando a rotina. Por exemplo, experimente algumas vezes fazer o seguinte:

– Vá a restaurantes diferentes dos que você costuma frequentar.

– Opte por saborear pratos diferentes.

– Assista a filmes diferentes do seu gosto: se você prefere ficção científica, assista a um musical; se gosta de filme de comédia, assista a um de espionagem, e assim por diante.

– Vá para o trabalho por um caminho diferente do habitual.

– Faça novas amizades. Aprenda algo de novo com elas.

– Mude seus hábitos de leitura. Se costuma ler ficção, abra um romance.

– Nos intervalos de trabalho troque o cafezinho por suco ou chá.

– Ouça uma estação de rádio diferente a cada dia, mesmo que a música não seja bem do seu gosto.

– Assista a alguns programas de televisão diferentes dos habituais (só não ofenda seu bom gosto).

– Procure alterar seu lazer. Em vez de pingue-pongue, tente o vôlei; em vez de futebol, que tal andar de bicicleta, ou natação?

– Faça coisas com a outra mão, por uns tempos. Por exemplo: escovar os dentes, ensaboar-se no banho, pentear cabelo, fazer a barba etc.

– Ligue para alguém que há muito tempo você não fala.

– Leia revistas diferentes das habituais.

  1. Fixe uma quota diária de ideias

Estabeleça como regra registrar diariamente algumas ideias que você poderia utilizar no seu trabalho, independente de serem aplicáveis ou não. Algumas possivelmente você poderá usar, outras ficarão só na intenção, mas o importante e fazer o cérebro pensar em algo diferente, fora da rotina. Estenda essa quota de ideias para sua vida familiar, profissão, finanças pessoais, vida espiritual, comunidade etc. Verá que várias dessas ideias são aplicáveis – ou serão -, no tempo oportuno.

  1. Faça um banco de ideias

Abra um arquivo no seu computador, ou reserve uma gaveta para ideias e sugestões. Colecione e coloque aí dentro artigos, citações, frases, charges, desenhos, imagens, esboços, perguntas, planos, projetos, e-books, etc. Separe-os por assuntos ou temas correlatos. Depois, quando precisar de inspiração para uma ideia, um projeto ou resolver um problema recorra ao arquivo (ou arquivos) e selecione os que se adaptam às suas necessidades e propósitos. Muitas ideias inspiradoras virão à tona e, algumas delas, possivelmente serão exatamente a resposta que você procura. Utilizo os bancos de ideias há mais de trinta anos e muitos deles foram de extrema utilidade para ajudar a resolver problemas, inspirar ideias ou apontar caminhos. Eles me economizam muito tempo de procura na internet, nos livros, revistas e jornais. Utilizo os bancos de ideias repetidamente quando preciso renovar ideias e, também, para organizar cursos, elaborar palestras, prestar consultorias e escrever livros. São inestimáveis auxílios, e sempre vou agregando mais conteúdos a essas pastas, e abrindo novos arquivos de novos assuntos.

  1. Faça incursões em outros campos

Vá além do seu círculo profissional ou área de trabalho e incursione em outros campos. Vá ao museu, a uma exposição de arte, à biblioteca, feira comercial, feira de artesanato, brechó, sebo. Você encontrará inúmeras coisas interessantes e úteis que servirão de inspiração para muitas atividades que você pretende realizar. Vou amiúde a exposições, feiras comerciais e sebos. São também ótimas oportunidades para adquirir coisas e fazer networking.

  1. Passatempos e diversões

Faça palavras cruzadas, criptogramas, sudoku. Jogue xadrez, damas, jogos de estratégia. Monte um quebra-cabeça de pelos menos 200 peças. Pratique cubo mágico. Jogos e passatempos aguçam o pensamento e tornam a mente mais versátil e multidisciplinar.

  1. Anote suas ideias

Talvez essa seja uma das dicas mais potentes que eu possa dar. Você pode até ter despertado a musa da inspiração, mas se as ideias não forem anotadas, elas desaparecerão sem deixar rastros. Muitos insights vêm rapidamente e desaparecem ainda mais celeremente. Se deixar para anotar depois a boa inspiração ou ideia, é quase certo que elas se perderão para sempre. Você não conseguirá lembrar-se delas. Steven Spielberg, o renomado produtor e diretor de cinema, disse certa vez, que as inspirações para cenas e filmes lhe vêm pela manhã em grande quantidade. Ele precisa se apressar para anotá-las do contrário as perderá e não terá mais como recuperá-las. Por experiência própria sei que a afirmação dele tem fundamento, pois isso também acontece frequentemente comigo. Por isso, tenha sempre em seu bolso, caneta e papel para registrar as ideias. Poderá também usar o celular ou outro dispositivo mas, seja qual for, a regra fundamental é: anote imediatamente! Principalmente se você estiver semiadormecido, ou pela manhã, logo ao acordar, e ainda está sujeito a ter boas inspirações – pois a lógica do cérebro ainda não tomou conta do seu raciocínio -, colocando em aberto boas ideias oriundas do subconsciente.

Ernesto Berg é consultor de empresas, professor, palestrante, articulista, autor de 15 livros, especialista em desenvolvimento organizacional, negociação, gestão do tempo, criatividade na tomada de decisão, administração de conflitos – berg@quebrandobarreiras.com.br

 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: