Cadeira de rodas para animais

A Dani Navarro teve uma ótima iniciativa de criar um passo a passo para construir uma cadeira de rodas para cachorros ou gatos. Infelizmente muitos cães acabam ficando paraplégicos em decorrência de uma displasia ou mesmo uma lesão na medula.

“Montei um passo a passo caso você queira fazer. Nesse esquema tem foto e material necessário para confecção e montagem. Ele deve ser adaptado ao tamanho do animal, já que cada um tem um tamanho diferente de pernas, troncos, etc. Caso seu bichinho seja mais pesado, pode-se tentar com cano de PVC para água quente. Se for de porte grande, o ideal é que seja cadeira de alumínio. Lembrando sempre que a cadeira serve como fisioterapia e não deve ser usado durante muito tempo, pois o animal não pode descansar quando está com a cadeira”, explica Dani.

Para acessar o a cartilha, clique no link http://www.catraka.com/cadeirinha/Passo_a_passo-montagem_da_cadeira_de_rodas.pdf

Calçadas e asfalto quentes

Você já andou descalço no asfalto quente nos dias de verão? Viu o que acontece? Pois é, com o seu cão pode acontecer a mesma coisa. O clima quente representa muitos perigos para os cães.

A maioria dos proprietários sabe que os cães podem sofrer insolação, ter hipertermia e queimaduras solares, mas muitos ignoram as queimaduras nas “almofadinhas” das patas. Um simples passeio no parque ou mesmo nas calçadas pode causar sérios ferimentos e queimaduras nas almofadas das patas (coxins).

O pior é que os ferimentos de uma almofada da pata de um cão são difíceis de tratar. Cortes, queimaduras, descolamento da pele dos coxins, bolhas e feridas são propensos a infecções e a cicatrização é lenta devido à constante pressão colocada na pata quando o cão anda ou simplesmente fica em pé.

Para prevenir, o primeiro passo é ter bom senso na escolha do horário e local de passeio e nunca levar o seu cão para acompanhar um passeio de bicicleta ou mesmo uma corrida longa. Passear com o cão no início da manhã ou à noite e evitar calçamentos e asfaltos ou mesmo areia quente da praia. Passear com o cão na grama. Nesse caso, a escolha de parques pode ser uma boa opção.

Faça caminhadas frequentes com o cão em pisos mais áspero (mas nunca quente). Isso ajudará a endurecer as almofadas das patas de um cão, promovendo a formação de uma pele mais grossa e menos sensível a queimaduras e abrasão. Os cães que andam somente em piso liso e macio (apartamento e tapetes) terão almofadinhas mais sensíveis e finas, exigindo cortes de unhas frequentes.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: