Os dispositivos refletivos de vidro incrustado para sinalização horizontal viária

Um dispositivo refletivo de vidro incrustado é um dispositivo auxiliar à sinalização horizontal, fixado por incrustação na superfície do pavimento, que consiste em um corpo resistente aos esforços provocados pelo tráfego.

A sinalização horizontal é a combinação de legendas e símbolos pintados em ruas, avenidas, rodovias, estacionamentos e espaços nos quais há tráfego de automóveis. Ela tem como função principal organizar o trânsito, além de guiar os pedestres e veículos, proporcionando eficiência e segurança à tais locais.

É possível efetuar a sinalização horizontal nas superfícies por meio do uso das tintas de demarcação viária. Elas devem ser produzidas a partir de componentes de qualidade que atestem a resistência e a estabilidade desse produto mesmo com o atrito dos pneus, com a oscilação de temperaturas e com os efeitos do sol, chuva, vento e outras diversas ações do tempo.

A NBR 15766 de 08/2019 – Sinalização horizontal viária — Dispositivo refletivo de vidro incrustado — Requisitos e métodos de ensaio estabelece os requisitos mínimos e métodos de ensaio para o dispositivo refletivo de vidro incrustado, utilizado como material de sinalização horizontal viária. Um dispositivo refletivo de vidro incrustado dispositivo auxiliar à sinalização horizontal, fixado por incrustação na superfície do pavimento, que consiste em um corpo resistente aos esforços provocados pelo tráfego e que reflete a luz incidente, invertendo o sentido desta luz.

Acesse alguns questionamentos relacionados a essa norma GRATUITAMENTE no Target Genius Respostas Diretas:

Como deve ser executado o ensaio do coeficiente de intensidade luminosa?

Quais devem ser as características do percursor metálico?

Os elementos, artigos e equipamentos que constituem o conjunto de sinalização horizontal são estabelecidos conforme parâmetros técnicos e legais determinados por órgãos dirigentes, a fim de possibilitar uma padronização no sistema de tráfego e facilitar a compreensão dos condutores e pedestres. As cores constituintes da sinalização horizontal são: amarela: empregada em casos de obstáculos, proibição de estacionar em determinados lugares e vias de mão dupla; azul: a sinalização horizontal em azul indica áreas de embarque e desembarque e recintos especiais; branca: sendo a mais comum e mais vista nos ambientes, a sinalização na cor branca indica faixas de pedestres, faixas de sentido único, legendas, estacionamentos e outros; vermelha: por fim, a vermelha indica zonas de emergência, como hospitais, além de ciclovias.

É importante seguir as cores de acordo com o que cada uma delas se propõe, pois elas foram determinadas por meio de diretrizes técnicas e legais, a fim de estabelecer um modelo único de sinalização viária. Os coeficientes mínimos de intensidade luminosa, medidos conforme 6.1, devem estar de acordo com a tabela abaixo.

Inserir sinalização2

Embora esta norma estabeleça os requisitos do produto, características de desempenho requeridos podem ser discutidas entre comprador e vendedor. Como características construtivas, o dispositivo refletivo de vidro incrustado deve apresentar as dimensões constantes na figura abaixo.

Inserir sinalização3

O dispositivo deve apresentar metalização em toda a área externa que fica incrustada no pavimento após a aplicação. Esta metalização deve ter resistência à aderência de X0, Y0, quando medida de acordo com a aderência do sistema refletivo. Todos os dispositivos refletivos de vidro incrustado devem apresentar em seu corpo, em relevo, o nome e/ou marca do fabricante, mês e ano de fabricação.

A amostragem deve ser conforme a seguir: para lotes com até 2.00 unidades, deve ser coletado para amostragem 0,5 % da quantidade do lote, com mínimo de cinco amostras; para lotes com mais que 2.000 unidades, devem ser analisadas dez unidades. O tamanho de um lote não pode ser maior que 10.000 unidades. Devem ser realizadas as análises dimensionais, de intensidade luminosa e de aderência do sistema refletivo em todas as amostras.

Para os ensaios de compressão, devem ser realizados ensaios em 60% das amostras e, para o ensaio de impacto, em 40 % das amostras. Para a resistência à compressão, a carga de resistência requerida deve ser superior ou igual a 35.000 kgf, quando medida de acordo com a resistência à compressão. A resistência ao choque mecânico (impacto) deve ser igual ou superior a 25 J, quando medida de acordo com a resistência ao impacto.

Para o ensaio de resistência à compressão, o equipamento utilizado é do tipo máquina universal de ensaio, com aplicação de carga contínua e sem choques. Deve ser utilizada velocidade máxima de aplicação de força de 4,0 kN/s. O produto deve ser acoplado em berço específico com base deformável, para garantir apoio em toda a sua base.

Colocar a amostra no dispositivo específico, centralizá-lo no equipamento e utilizar apoio de material não metálico sobre a esfera para aplicação da carga. Ligar a máquina e aplicar a carga continuamente, com velocidade máxima de 4,0 kN/s. A carga deve ser interrompida assim que a peça romper (quando observada a olho nu) ou ultrapassar o valor estabelecido em 4.4. Expressar o resultado em quilogramas-força (kgf).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: